Marco Antonio Ribas Ribeiro - Diabetes, Vida e Comunidade

Marco Antonio Ribas Ribeiro

07/02/2003 - Comunidade DiabeteNet.Com.Br

Marco  Antonio  Ribas  Ribeiro

Bem, para começar, estou aqui para falar sobre o tamanho da nessecidade e da mportância do transplante de pâncreas, pois antes dele eu, minha família e meus amigos vivíamos numa constante tensão, pois a qualquer momento eu poderia entrar em coma hipoglicemico ou hiperglicemico, tornando assim a vida de todos um verdadeiro tormento

Graças a DEUS conheci um grande médico, Dr. Michael de Oliveira Haddad que se tornou um grande amigo, pois assim que viu meus exames constatou que além de retinopatia eu também apresentava um quadro avançado de nefropatia. Sendo assim, tratou imediatamente de contactar os médicos Dr.Marcelo
Pedrosa de Miranda e Dr. Tércio Genzine marcando assim minha internação para uma maior avaliação, tendo por fim sido constatado que a minha função
renal era de 48%. Foi então recomendado o transplante de pâncreas isolado.

Após algum tempo de espera, graças novamente a DEUS, a Equipe Médica do Dr. Marcelo e do Dr. Tércio acompanhados da Equipe do Dr. Miguel Srougi e da Dr. Irene Noronha (nefrologista); enfim consegui realizar o tão sonhado e esperado transplante e desde o dia do acontecido não fiz mais uso de insulina, podendo em poucos dias usufruir de um belo lanche, tendo tudo a que se têm direito, no "McDonald's", e assim pude, como sempre digo "VOLTAR A VIVER", podendo assim todos que sempre estiveram a minha volta viver tranquilamente e com muita satisfação, pois o meu sofrimento, ( e por que não o de todos ?) havia acabado.

Mas, só que ainda havia um percurso à ser percorrido: os de ajustes de medicamentos e adaptação aos mesmos, mas incidentes causados pelo diabetes, nada me faria desanimar nem tão pouco me arrepender. Mesmo depois de outras internações, pois, como já comentei já era esperado ,e com o passar do tempo tudo foi se noemalizando até que meus exames e dosagens de remédios mantiveram-se estabilizados.

Hoje, após dois anos e seis meses posso dizer que levo uma vida completamente normal, tendo que estar sempre alerta aos horários dos remédios de rejeição. Fora isso sem mais problemas, comendo de tudo que eu quizer e sem hora para tal.

Gostaria de deixar uma mensagem para todos que prentendem ou vão fazer o transplante;

Confiem em DEUS, e em suas Equipes Médicas e tenham auto-confiança, ou seja, na sua capacidade de reação.

Para terminar eu não poderia deixar de agradecer mais uma vez à DEUS, aos médicos, aos meus amigos, aos meus familiares, a minha Mãe e ao comando Comando da Aeronáutica a qual vem se responsabilizando por todos os custos do meu tratamento e acredito na minha recuperação.

Sem nada mais a declarar a não ser, desejar boa sorte à todos, deixando um grande abraço.
Marco Antonio Ribas Ribeiro
A Comunidade DiabeteNet.Com.Br tem como finalidade informar e interagir com os seus usuários. Antes de qualquer decisão ou atitude, é indispensavel a discussão sobre os pontos aqui abordados juntamente com médicos de sua confiança.

Dê sua opinião sobre este conteúdo

Comentários sobre este conteúdo

Seja o primeiro a comentar este conteúdo!

Cadastre seu comentário!


Surgyplast


Depoimentos
  • Pesquisa
  • Associe-se
  • Fórum

Acompanhe nosso arquivo de conteúdo:

» « Novembro - 2017
D S T Q Q S S
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

© Copyright 1997-2017 - e.Mix

As informações apresentadas a você pelo DiabeteNet contém informações gerais.
Nenhuma informação deve ser interpretada como tratamento, diagnósticos, conselhos médicos e não deve substituir a orientação do seu Médico.