Vida nova! Três anos! - Diabetes, Vida e Comunidade

Vida nova! Três anos!

25/03/2004 - Comunidade DiabeteNet.Com.Br

Ernani

Amigos,

Hoje é uma data que gostaria de compartilhar com todos.

Há 3 anos eu ganhei o maior presente que uma pessoa pode receber: fiz um transplante de pâncreas e comecei uma nova vida.

Como todos os que passam por esta experiência, posso dividir minha vida em ANTES e DEPOIS do transplante.

ANTES eu estava num quadro de diabetes tipo I, hiperlábil, tomando 4 injeções de insulina diariamente, tendo hipoglicemias (queda de taxa de açúcar no sangue) assintomáticas e repentinas, desmaiava por causa disso constantemente e acordava no hospital sem saber o que havia acontecido. Tive sorte de ter sido sempre socorrido a tempo. Esse quadro durou 8 anos. Um dia eu desmaiei enquanto operava uma empilhadeira carregando uma máquina de 4 toneladas no carregamento de um caminhão e acordei no hospital municipal de Diadema. Outra vez, eu destruí meu carro quando desmaiei ao volante, sorte que não me machuquei e nem matei ninguém. Eu corria risco de vida 24 horas por dia e, aos 24 anos de idade, formado em engenharia e adminstração de empresas, minha expectativa de vida não era nada boa. Eu sabia que eu não iria durar muito se as coisas continuassem daquela maneira.

HOJE, 3 anos depois do transplante que me salvou, levo uma vida absolutamente normal, pratico esportes, me alimento bem, viajo para todo lugar. Antes eu fazia planos para no máximo o dia seguinte, hoje estou tranqüilo para sonhar e planejar a minha vida para daqui a 10 anos. Estou hoje com 28 anos, estou fazendo uma nova pós-graduação e tenho a intenção de casar no ano que vem.

Foi ótimo ter conhecido o pessoal das comunidades ciclísticas, em especial a BikeOneList, para a qual entrei no período de recuperação da cirurgia. Fiz a cirurgia em março de 2001, entrei para a lista em maio, conheci pessoalmente o Odir e o Guto umas semanas depois, num momento em que eu ainda não podia sair muito de casa. As discussões na lista, os relatos incríveis das aventuras, viagens e pedais simplesmente me estimularam na recuperação que, reconheço, não foi nada fácil. Eu me nutria destes relatos, na certeza de que poderia fazer tais coisas assim que estivesse recuperado 100%.

E assim foi.

Ainda em 2001, mesmo sem ter a alta médica absoluta para pedalar distâncias maiores do que 20km, peguei um avião e fui no encontro nacional da BikeOneList, em Florianópolis. Até então eu só conhecia os dois figuras que tinham ido na minha casa meses antes. Em Floripa eu percebi que realmente poderia ter uma vida absolutamente normal: conheci o Ferrandis e esposa, o Fernando Mexicano, o Tavares, o Morales, Rodrigo Arnoud e Sinelma, Álvaro e Bia e tantos outros. Eu era como todo mundo e isso era ótimo!

No começo de 2002, após a greve do INSS, retornei ao trabalho, mas tive que me afastar novamente 2 semanas depois para ser submetido a uma cirurgia de emergência por causa de uma brida. O Dr Marcelo salvou a minha vida. Não foi fácil estar plenamente recuperado e ter que passar por uma coisa dessas e ficar arrasado fisicamente, mas estava vivo e tinha que comemorar isso. Eu me recuperei e recebi em minha casa, em março de 2002, Rodrigo e Sinelma, na memorável cicloviagem deles de Floripa a Natal. Nunca me esquecerei o que Rodrigo me disse: "Nós chegaremos em Natal no mês de junho, esperamos vc lá para pedalarmos juntos no Nordeste". Segui a orientação dele. Eles seguiram viagem e, na semana seguinte, marquei as férias a que tinha direito e as passagens aéreas com destino a Natal, voltando de Fortaleza.

Tirei férias e fui para o Nordeste em junho de 2002, conheci a família do Rodrigo, pessoas boníssimas, conheci o Clebson e sua maravilhosa família que me hospedaram e me trataram como filho. Junto com eles eu fiz o que poderia ser chamada de minha primeira cicloviagem. Fomos a João Pessoa, Paraíba, onde conheci o grande amigo Marco Tulio. Visitei o arquipélago de Fernando de Noronha e fui a Fortaleza, onde fiquei hospedado na casa do Fábio W e Aleksandra, com direito a um pedal até Maranguape e escalada do Pico da Rajada. Foram 23 dias de viagem no total.

Desde então tenho ido a muitos pedais com todos da comunidade. Bicicletadas, pedais urbanos, voltas do ABC, SP Bike Tour, pedaladas de domingo, pizzadas e pedreiragens cabulosas... Conhecendo mais e mais pessoas e estabelecendo amizades verdadeiras.

Foram memoráveis: o encontro da BikeOneList no Rio de Janeiro no ano passado e o trajeto de bike S Francisco Xavier/SP a Monte Verde/MG por trilha em 2002, junto com o Ricardo Fabrício e com o Duva.

Também, em especial, a minha estréia num treino na Rodovia dos Bandeirantes em dezembro passado e a cicloviagem "Serra ao Litoral" na mesma época, junto com os amigos Rogério Polo e Aurélio Moreira.

Nesses encontros e viagens eu estava pedalando de igual para igual com todos, com o companheirismo característico do ciclismo/cicloturismo.

Quero agradecer a todos os amigos das comunidades ciclísticas, pois isto é fundamental para mim. Hoje sou uma pessoa melhor por ter compartilhado tantos momentos juntos com todos vocês.

Agradeço à minha família por todo o apoio nessa jornada. Agradeço aos amigos transplantados e candidatos a um transplante e os admiro por sua valentia, perseverança e amor pela vida - Cida, Miriam, João, Solange, Alex, Manoel... são amigos mais do que especiais. Agradeço à equipe médica dos Drs. Tércio e Marcelo.

Deixo meu agradecimento especial à família do doador do órgão, que num momento de dor da perda de um filho, tiveram um gesto de amor em permitir a doação para beneficiar outras pessoas que queriam viver. Coração, rins, córneas, fígado, pâncreas, etc beneficiaram em torno de 15 pessoas, eu sou apenas uma delas. É um ato de amor ao próximo sem igual, enfim, o maior presente que um ser humano pode receber: uma nova chance de viver.

Ernani.
Sto André, SP
ernani.garcia@ig.com.br

A Comunidade DiabeteNet.Com.Br tem como finalidade informar e interagir com os seus usuários. Antes de qualquer decisão ou atitude, é indispensavel a discussão sobre os pontos aqui abordados juntamente com médicos de sua confiança.

Dê sua opinião sobre este conteúdo

Comentários sobre este conteúdo

Seja o primeiro a comentar este conteúdo!

Cadastre seu comentário!


Surgyplast


Depoimentos
  • Pesquisa
  • Associe-se
  • Fórum

Acompanhe nosso arquivo de conteúdo:

» « Novembro - 2017
D S T Q Q S S
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

© Copyright 1997-2017 - e.Mix

As informações apresentadas a você pelo DiabeteNet contém informações gerais.
Nenhuma informação deve ser interpretada como tratamento, diagnósticos, conselhos médicos e não deve substituir a orientação do seu Médico.