Novo Centro de Oriencação e Educação para Portadores de Diabetes - Diabetes, Vida e Comunidade

Novo Centro de Oriencação e Educação para Portadores de Diabetes

16/07/2004 - Comunidade DiabeteNet.Com.Br


Entrevistamos com exclusividade o Dr.Luciano Giacaglia, Chefe de equipe de endocrinologia do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, que fala para a nossa comunidade  sobre o Novo Centro de Diabetes deste hospital.

___________________________________

DiabeteNet - Quando e como surgiu à idéia de se criar um Centro de Diabetes no Hospital Oswaldo Cruz ?

Dr. Luciano -
A idéia de se criar um Grupo de Diabetes no Hospital Oswaldo Cruz nasceu há pelo menos 5 anos, sendo realmente efetivada a partir do ano de 2003. A diabetes é sabidamente uma doença de elevada prevalência na população e pode se manifestar inicialmente através de quadros agudos, que necessitam hospitalização do indivíduo. Assim sendo, o diagnóstico inicial de diabetes pode ser estabelecido inicialmente no hospital, cabendo aos profissionais que dão o primeiro atendimento esclarecer as dúvidas com relação à doença, tanto para o paciente como para seus familiares. Para garantir uma educação adequada é imprescindível contar com a participação de profissionais da saúde treinados e experientes na condução de diabetes, razão pela qual se criou o Grupo de Diabetes. Outra questão importante seria reforçar, naqueles já sabidamente diabéticos, conceitos do controle sistemático da doença e da prevenção de complicações, que muitas vezes são abordadas superficialmente durante consultas médicas breves, podendo-se tirar dúvidas e aprofundar os conhecimentos, aproveitando o período de estadia hospitalar. Sabe-se que diabéticos são internados 2,4 vezes mais que não diabéticos, ficam em geral internados por período 30% maior, apresentam 3 vezes mais chance de adquirir infecções secundárias e apresentam mortalidade hospitalar 2 vezes maior. Além disso, cerca de 64% de todos os gastos ao longo da vida do diabético serão gastos durante internações hospitalares. Por fim, ressaltamos o novo conceito de controle intra-hospitalar da hiperglicemia. A hiperglicemia, em diabéticos ou não, é fator de agravamento de doenças agudas como infarto do miocárdio, acidente vascular cerebral, queimaduras, infecções e inúmeras urgências cirúrgicas. Para evitar complicações decorrentes da hiperglicemia foram criados protocolos terapêuticos, com interação de todos os profissionais da saúde, buscando o controle efetivo da glicose.

DiabeteNet - Quais os principais objetivos deste novo Centro de Diabetes ?

Dr. Luciano -
O Grupo de Diabetes tem por objetivo garantir uma educação especializada e atualizada no que se refere à patologia, direcionada para pacientes diabéticos internados e seus familiares. Além disso: buscar implementar novas tecnologias para o controle de diabetes, criar um estreito relacionamento com empresas engajadas no cuidado de diabetes, desenvolver projetos e protocolos para o controle intra-hospitalar de diabetes, criar correntes de conhecimentos multi-profissionais (através de cursos, palestras, seminários), desenvolver campanhas de diagnóstico e prevenção dirigidas aos funcionários do hospital e à comunidade, implementar terapias de ponta no tratamento ou cura do diabetes (mantendo o perfil de vanguarda do hospital, reconhecido nacionalmente), ser referência constante para consultas de profissionais e pacientes.... Em última análise buscamos melhorar a qualidade de vida do paciente diabético tanto no ambiente hospitalar como no seu dia-a-dia, reduzindo o tempo de internação, o número de complicações e a taxa de re-hospitalização.

DiabeteNet - De quantos profissionais e em quais especialidades é composto este novo Centro de Diabetes ? E qual a importância de cada um deles para os pacientes diabéticos ?

Dr. Luciano - O Grupo de Diabetes é formado atualmente por 10 profissionais, que incluem enfermeiras (Marcia, Celeste, Luci, Fatima, Regiane, Cristiane) garantem educação contínua a respeito do diagnóstico, monitorização, métodos de medicação, prevenção de complicações...), nutricionista (Franciane, individualiza as dietas para cada paciente, orienta sobre os novos conceitos de contagem de carboidratos e estabelece metas para a prática de atividade física regular), endocrinologista (Dr. Luciano, estabelece os objetivos e condutas terapêuticas, e coordena os projetos de pesquisa, garantindo atualizações na prescrição de novos tratamentos), farmacêutica (Tereza, responsável pelo fornecimento, dosagem, armazenamento, informações de interação medicamentosa e efeitos adversos e conhecimento das características fármaco-químicas de cada medicamento), e cirurgião especializado no transplante de pâncreas (Dr. Tércio, com resultados até o momento surpreendentes, com uma taxa de sucesso de 100% dos casos transplantados no Hospital Oswaldo Cruz). O intuito do Grupo é crescer em número de profissionais de sáude das mais diversas áreas.

DiabeteNet - Inicialmente quantos pacientes este novo Centro de Diabetes tem capacidade para atender ?

Dr. Luciano - O Grupo de Diabetes está planejado para dar suporte a todos os pacientes diabéticos internados no Hospital Oswaldo Cruz, incluindo a enfermaria onde ficam internados pacientes para transplante de pâncreas. Durante as campanhas de prevenção e orientação do diabetes (como a que ocorrerá em 12 de Novembro de 2004), a atenção será ampliada aos participantes do evento (previsto para aproximadamente 1000 pessoas). 

DiabeteNet - O Sr. acredita que o surgimento de centros de diabetes como este com equipes multidisciplinares trazem mais qualidade no tocante ao atendimento do paciente diabético ?

Dr. Luciano - Os estudos internacionais demonstram que a participação de grupos multiprofissionais especializados em diabetes são capazes de reduzir o tempo de internação e custos hospitalares em 50%, a taxa de hospitalização em 45% e o tempo para se controlar a glicemia em 40%, justificando assim a existência do grupo. Quando o indivíduo conhece melhor sua doença e têm as informações adequadas ele é capaz de aumentar sua independência e sua qualidade de vida, além de prevenir as complicações.

DiabeteNet - Com o crescente aumento do número de casos de diabetes no mundo e a revolução no tratamento observada nas duas ultimas décadas, como o sr. vê o futuro do diabetes ?

Dr. Luciano - Num futuro próximo do diabetes ainda devemos passar pela adoção de estilos de vida mais saudáveis, incluindo dietas equilibradas e balanceadas, além de lazer adequado e atividade física regular, que também são a base para a prevenção de muitas outras patologias crônicas, como obesidade, hipertensão, artrose, hipercolesterolemia... Posteriormente, espera-se também contar com medicamentos que mimetizem a fisiologia normal de controle da glicose no sangue (como novos análogos de insulina), a criação de aparatos implantados ("pâncreas artificial") que reconheçam os níveis de glicose sanguínea e reponham automaticamente a quantidade necessária de insulina, o aperfeiçoamento da técnica de transplante de ilhotas isoladas de pâncreas (com prevenção à rejeição), a elucidação e modificação de genes envolvidos no aparecimento do diabetes, entre outros. Creio que o futuro para o tratamento e em última análise a cura do diabetes é bastante promissor.


_______


Serviçao à Comunidade DiabeteNet.Com.Br: Maiores informações, visite o site do Hospital Oswaldo Cruz: http://www.haoc.com.br/

A Comunidade DiabeteNet.Com.Br tem como finalidade informar e interagir com os seus usuários. Antes de qualquer decisão ou atitude, é indispensavel a discussão sobre os pontos aqui abordados juntamente com médicos de sua confiança.

Dê sua opinião sobre este conteúdo

Comentários sobre este conteúdo

  • ivaneide
    04/07/2010 - 22:02

    quero saber como posso conseguir uma vaga ou consulta para um paciente que tem diabetes por favor me ajudem

  • julio massaji hatsum
    16/07/2010 - 16:32

    Como participar do grupo de voces, gostaria de fazer consulta, voces atendem algum convenio? OBRIGADA

  • Arlindo
    21/01/2011 - 20:23

    Por favor, gostaria de sabe qual o procedimento para fazer parte deste grupo, como paciente ou seja, tenho diabete tipo 2. Fico no aguardo da resposta, desde já muito obrigado.

  • Gisleine
    10/03/2011 - 08:18

    Gostei de saber desta comunidade. Estou aqui por causa de uma amiga. Ela tem 21 ano, tem diabete tipo 1 mas esta se entregando. O diabete mexeu com o seu psicologico.
    Como posso ajuda la. Pois as condições financeiras da família dela é baixa.

    Obrigada

  • celia
    05/12/2011 - 23:25

    GOSTARIA DE FAZER PARTE DESTA COMINIDADE SOU DIABETICA DESDE 1998 ME SINTO MUITO SO NUNCA MAIS FUI A MEDICO. CELIA

  • Francisca D.Paula
    03/02/2012 - 17:04

    Gostaria de saber mais sobre a comunidade.descobri que tenho diabetes tipo 2 a uns 3 anos e ainda não consigo conviver com ela , mim ajuda,muito obrigada

  • sonia
    25/06/2012 - 14:06

    boa tarde presijo de ajuda meu sobrinho tem 9 anos de idade e tem sirroze e agora ta com diabetes a ta a 900 ele foi pra uti agora ta melhor mas tem dia a 500 como posso receber sua ajuda

  • robson
    29/10/2012 - 19:20

    boa tarde, gostei muito do conteudo e gostaria de saber qual o melhor hospital para o tratamento da diabete. E quando a pessoa ja esta quase sem visao, tem volta.

  • roseli
    04/10/2013 - 16:04

    Esse grupo é maravilhoso gostei muito da ajuda que me deram. muito obrigado!!

Cadastre seu comentário!


Surgyplast


Entrevistas
  • Pesquisa
  • Associe-se
  • Fórum

Acompanhe nosso arquivo de conteúdo:

» « Novembro - 2017
D S T Q Q S S
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

© Copyright 1997-2017 - e.Mix

As informações apresentadas a você pelo DiabeteNet contém informações gerais.
Nenhuma informação deve ser interpretada como tratamento, diagnósticos, conselhos médicos e não deve substituir a orientação do seu Médico.