SUS atende menos de 20% da fila de espera por transplantes no Brasil - Diabetes, Vida e Comunidade

SUS atende menos de 20% da fila de espera por transplantes no Brasil

14/12/2004 - UOL Corpo e Saúde


Da Redação
Em São Paulo

Considerado o maior sistema público de transplante de órgãos do mundo, o SUS (Sistema Único de Saúde) atende menos de 20% da fila de espera por cirurgias no Brasil. A informação foi divulgada nesta terça-feira (14/12), durante coletiva do Ministro da Saúde Humberto Costa, em Brasília (DF).

Dados do ministério indicam que, até o final do ano, o SUS deve totalizar 11 mil transplantes de órgãos. Enquanto isso, mais de 60 mil pessoas esperam nas filas por um transplante no país.

O número de cirurgias de 2004, entretanto, é comemorado pelo governo brasileiro. Ele representa um crescimento de 27,2% em relação a 2003 e de 36,1% em relação a 2002. Entre 2003 e 2004, o número de doadores aumentou 19,88%.

Segundo Humberto Costa, a meta é zerar a fila de espera por córnea e reduzir à metade as filas por medula óssea e orgãos até 2007. Para isso, o governo conta com uma campanha nacional para incentivar a doação de órgãos. Lançada nesta terça-feira, a campanha será veiculada em TV, rádio e revista até 9 de janeiro.

"A campanha ajuda porque está sempre reavivando junto às pessoas a necessidade de uma ação solidária", disse Humberto Costa.

Com informações da Agência Brasil
A Comunidade DiabeteNet.Com.Br tem como finalidade informar e interagir com os seus usuários. Antes de qualquer decisão ou atitude, é indispensavel a discussão sobre os pontos aqui abordados juntamente com médicos de sua confiança.

Dê sua opinião sobre este conteúdo

Comentários sobre este conteúdo

  • Izidia V. da Silva
    29/01/2009 - 13:25

    Realmente a situação do SUS é e por boa parte do tempo será precaria, veja bem, moro no município de Praia Grande e com muita dificuldade consigo retirar minha insulina em um único local que seria o CEMAS daqui de Praia Grande, além de que o único atendimento neste prédio que fecha para duas horas de almoço é o de distribuição de4 insulinas. Sem dizer que as agulhas são grossas e de difícil aplicação.
    Recentemente uma de minhas filhas quando esteve em um posto de atendimento ambulatorial na capital São Paulo, verificou enquanto aguardava na fila para retirar remédios para sí uma senhora que na sua frente guardava na sua sacola insulinas para três meses, fitas glicosadas, caixinha para insumo e outros.
    Agora pergunto-lhes porque aqui na Baixada Santista, especificamente Praia Grande não temos todo este respaldo na saúde?
    Quero também informações de como posso realizar um transplante de pâncreas, inormações claras e precisas para que eu possa correr atrás.
    Agradeço desde já seus exclarecimentos perante minhas questões.
    Atenciosamente, Izidia

  • marilice
    10/11/2009 - 20:50

    no Brasil é possivel, hoje realizar cirurgia a partir de celulas troncos em diabeticos, em qual clinica, nome indereço e-mail, valor e quais os procedimentos cirurgicos, obrigada.

  • gabi
    29/12/2009 - 17:20

    fas 2 meses que descobrimos a diabete dela nao temos nada o governo pediu parp esperar 6 mese nao sei oque fazer preciso de sua ajuda

Cadastre seu comentário!


Surgyplast


Noticias
  • Pesquisa
  • Associe-se
  • Fórum

Acompanhe nosso arquivo de conteúdo:

» « Novembro - 2017
D S T Q Q S S
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

© Copyright 1997-2017 - e.Mix

As informações apresentadas a você pelo DiabeteNet contém informações gerais.
Nenhuma informação deve ser interpretada como tratamento, diagnósticos, conselhos médicos e não deve substituir a orientação do seu Médico.