A diabete pode afetar os rins? Como isso ocorre? - Diabetes, Vida e Comunidade

A diabete pode afetar os rins? Como isso ocorre?

26/10/2005 - Estadão.com.br


por Marcelo Costa Batista*

A alteração da função do rim resultante da diabete, chamada de nefropatia diabética, é uma causa importante de doença renal crônica no mundo ocidental. O mal pode ser causado pela falta do controle adequado da glicose sangüínea (hiperglicemia) e pela elevação da pressão arterial (hipertensão).

O tratamento precoce da diabete, com o controle dos níveis da glicose sanguínea, através de dieta e medicamentos apropriados, reverte as anormalidades iniciais da estrutura dos rins. Similarmente, o controle rígido da pressão arterial retarda a progressão da doença. O acompanhamento médico desde o início da ocorrência da diabete é a chave para a prevenção da doença.

A hemodiálise e a diálise peritonial, também chamadas de terapias substitutivas da função renal, constituem modalidades artificiais que objetivam a retirada do excesso de líquido e de substâncias nocivas acumuladas no organismo, pela falta de funcionamento adequado dos rins. Os procedimentos se fazem necessários na fase avançada de qualquer doença renal, incluindo a nefropatia diabética. O transplante renal também pode ser uma opção.

* nefrologista do Hospital Israelita Albert Einstein e professor da Unifesp
A Comunidade DiabeteNet.Com.Br tem como finalidade informar e interagir com os seus usuários. Antes de qualquer decisão ou atitude, é indispensavel a discussão sobre os pontos aqui abordados juntamente com médicos de sua confiança.

Dê sua opinião sobre este conteúdo

Comentários sobre este conteúdo

Seja o primeiro a comentar este conteúdo!

Cadastre seu comentário!


Surgyplast


Noticias
  • Pesquisa
  • Associe-se
  • Fórum

Acompanhe nosso arquivo de conteúdo:

» « Novembro - 2017
D S T Q Q S S
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

© Copyright 1997-2017 - e.Mix

As informações apresentadas a você pelo DiabeteNet contém informações gerais.
Nenhuma informação deve ser interpretada como tratamento, diagnósticos, conselhos médicos e não deve substituir a orientação do seu Médico.