Centro de excelência em Saúde - Diabetes, Vida e Comunidade

Centro de excelência em Saúde

06/02/2006 - Jornal A Cidade


Eduardo Schiavoni

Problemas na área de saúde são noticiados, cotidianamente, pela mídia. A situação do atendimento público na cidade, e quem necessita dos serviços com certa freqüência pode comprovar, possui falhas que necessitam, com urgência, de correção.

Embora conte com mazelas comuns à saúde em todo o país, Ribeirão está anos luz à frente da maior parte do país no quesito atendimento na saúde. Com mais de 1.100 médicos na saúde pública, Ribeirão possui uma média de um profissional para cada 540 habitantes. A OMS (Organização Mundial da Saúde) considera aceitáveis índices de até 1 para cada 1.000 moradores.

Centro formador

Parte dessa tradição na área médica pode ser explicada pela presença das Faculdades de Medicina e Enfermagem da Universidade de São Paulo na cidade. A USP coloca no mercado, anualmente, cerca de 80 médicos e 60 enfermeiros, sendo que boa parte deles acaba permanecendo na cidade e exercendo a profissão em Ribeirão. E além da USP, a Unaerp, Moura Lacerda, Barão de Mauá e UNIP possuem cursos destinados à área Biológica.

Hospital das Clínicas

Reconhecido nacionalmente como um importante centro de atendimento na saúde, o HC (Hospital das Clínicas), que completa 50 anos em 2006, atende não só Ribeirão, mas também toda a região, recebendo significativa quantidade, ao redor de 7% do total, de pacientes de outros Estados do Brasil. No total, mais de 5 mil pessoas, entre médicos, docentes, residentes, enfermeiros e pessoal de apoio são responsáveis pelo atendimento diário de 2.500 consultas, 60 cirurgias, 90 internações, 6 mil exames laboratoriais, 2 mil exames especializados, 500 exames radiológicos, 220 transfusões de sangue e 10 mil refeições servidas. Segundo Milton Laprega, superintendente do HC, as previsões para o atendimento em 2006 são boas. “Este ano será muito especial para o Hospital. Terminamos 2005 com um orçamento equilibrado e teremos uma boa quantidade de recursos para investimento. Em 2006 vamos reformar a unidade de hemodiálise, o 12º e o 13ª andares, além de inaugurar o Centro de Reabilitação. Serão grandes investimentos”, afirma o superintendente.

Tecnologia de ponta

Ribeirão oferece ao paciente serviços que utilizam tecnologia de ponta. Praticamente todas as especialidades da medicina encontram profissionais aptos a clinicar na cidade e, mais importante, os serviços são oferecidos na rede pública, em que se pese o tempo de espera e as dificuldades para que se consiga o atendimento.

No HC, por exemplo, existem estruturas como o Centro de Cirurgia de Epilepsia, que se iguala aos maiores centros mundiais do setor, com equipamentos de última geração e equipe altamente especializada. O Centro foi escolhido pelo Ministério da Saúde para ser o órgão consultor desse tipo de cirurgia junto à Central Nacional de Regulação de Alta Complexidade. Outro exemplo: a realização de terapias com células-tronco para o tratamento de diversas doenças, apontada por especialistas como o futuro da medicina, chegou ao Brasil pelas mãos do professor doutor Julio Voltarelli, do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto, sendo que o primeiro tratamento em todo o mundo com células-tronco para pacientes com diabetes tipo 1 foi realizado, em 2004, no HC. “Para as outras doenças estamos aprendendo com as experiências realizadas no exterior, no caso do diabetes, eles vão ter que aprender com a gente”, ressalta Voltarelli.

POSTOS

Polêmica no atendimento municipal

Consultas agendadas em espaços superiores a dois meses, falta de atendimento adequado em algumas especialidades e revolta dos profissionais da saúde.

A situação da saúde municipal, mostra indicadores melhores que a maioria das cidades brasileiras e ainda tem sérios problemas a serem equacionados. No centro da polêmica, o secretário da Saúde, José Sebastião dos Santos, que instalou em 2005 um complexo regulador, responsável pelo agendamento de consultas nas especialidades, além de promover mudanças estruturais, diminuindo o número de médicos nas especialidades e aumentando os profissionais no atendimento básico.

Santos avalia que o processo já rende melhorias no serviço. “A realidade é que não se conhecia, de forma eficaz, a realidade de nossa demanda, não dispúnhamos de informações precisas sobre a quantidade e mesmo a gravidade das demandas pelos serviços”, explica Santos.

Outro ponto polêmico, as transferências de médicos, iniciadas no segundo semestre do ano passado, não serão mantidas para 2006. “Objetivamos um escalonamento dos serviços prestados, procurando descentralizar os atendimentos de alta demanda e manter no NGA as especialidades de menor demanda, que exigem concentração”, avalia. Ainda segundo ele, as transferências, em 2006, serão pontuais, já que a maior parte do problema foi equacionada em 2005.

AMPLIAÇÃO

Novos investimentos na saúde de Ribeirão

Ribeirão Preto deve ganhar, nos próximos anos, dois novos espaços para o atendimento público na saúde. Trata-se do Hospital Secundário, que servirá para o atendimento de apoio aos casos de média complexidade, que hoje são atendidos pelo Hospital das Clínicas, e do HC Criança, o primeiro hospital público especializado no atendimento de crianças no Estado de São Paulo e o terceiro no país, que custará R$ 20 milhões e será construído com verbas federais, estaduais e municipais, além da ajuda da iniciativa privada e sociedade civil. As obras devem ficar prontas nos próximos quatro anos. O HC Criança terá 12 mil metros quadrados de área construída e seis pavimentos, sendo um centro de reabilitação, centro obstétrico e berçário, alojamento conjunto, UTI neonatal, CTI pediátrica e CTI neonatal e ambulatório, centro de cirurgia de epilepsia e enfermarias, em um total de 250 leitos e atendimento em 30 áreas de alta complexidade. Atualmente, segundo o diretor clínico, cerca de 30% do atendimento prestado pelo HC são voltados para crianças e jovens. “Realizamos em média 600 mil procedimentos por ano, dos quais 150 mil a 200 mil são referentes ao público infantil e jovem”, detalha Hélio Rubens Machado, coordenador do projeto e diretor clínico do HC.

Já o Hospital Secundário, que deverá ser instalado em área do Hospital Psiquiátrico Santa Tereza, terá 50 leitos e atenderá as áreas clínica e cirúrgica para adultos em casos de menor complexidade, atendendo especialmente a distrital oeste de Ribeirão e as cidades da região.
A Comunidade DiabeteNet.Com.Br tem como finalidade informar e interagir com os seus usuários. Antes de qualquer decisão ou atitude, é indispensavel a discussão sobre os pontos aqui abordados juntamente com médicos de sua confiança.

Dê sua opinião sobre este conteúdo

Comentários sobre este conteúdo

  • Maria Edinalva Perei
    09/11/2009 - 23:25

    boa noite a todos do Hospital das Clinicas de Ribeirão Preto,o motivo do meu contato é:Meu retorno é no começo de Janeiro e estou aguardando a uns 2 meses uma ligação me avizando a marcação da Ressonancia mais não me ligaram dia 7/12 tenho um Eletroencefalograma do cérebro estou aguardando a ligação da marcação da ressonancia.telefone.(14)3652-6145 ou 8133-0175

  • valquiria
    12/04/2010 - 08:54

    Gostaria mesmo é saber como conseguir o tratamento para uma futura cirurgia contra diabetesmellitus? Meu filho tem 18anos e descubriu a doença em 2006. Obrigada

  • valquiria
    12/04/2010 - 08:55

    Gostaria mesmo é saber como conseguir o tratamento para uma futura cirurgia contra diabetesmellitus? Meu filho tem 18anos e descubriu a doença em 2006. Obrigada

  • selena
    31/05/2010 - 16:15

    eu acho isso um poblema muito serio pois minha visinha sofre de diabete entao temos que tomar providencias para lutar contra nossos direitos.para acabar com esecauso serio!obrigada.

  • selena
    31/05/2010 - 16:15

    eu acho isso um poblema muito serio pois minha visinha sofre de diabete entao temos que tomar providencias para lutar contra nossos direitos.para acabar com esecauso serio!obrigada.

Cadastre seu comentário!


Surgyplast


Noticias
  • Pesquisa
  • Associe-se
  • Fórum

Acompanhe nosso arquivo de conteúdo:

» « Novembro - 2017
D S T Q Q S S
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

© Copyright 1997-2017 - e.Mix

As informações apresentadas a você pelo DiabeteNet contém informações gerais.
Nenhuma informação deve ser interpretada como tratamento, diagnósticos, conselhos médicos e não deve substituir a orientação do seu Médico.