Cirurgia para Diabetes 2 foi proibida pela Justiça Federal - Diabetes, Vida e Comunidade

Cirurgia para Diabetes 2 foi proibida pela Justiça Federal

04/02/2010 - Folha ES


Na última quinta-feira (28/1), a Justiça Federal proibiu uma cirurgia que promete reduzir a obesidade e combater o diabetes tipo 2. A técnica desenvolvida pelo médico Áureo Ludovico, de Goiânia, é chamada de interposição ileal. Foi por essa cirurgia que o apresentador global Fausto Silva passou, assim como o senador Demóstenes Torres. O procedimento consiste na retirada de um pedaço do estômago e do íleo, que é uma parte do intestino delgado. Esse pedaço é remendado entre o jejuno e o duodeno, na parte superior do intestino. Com esta alteração, o alimento chega menos digerido ao íleo, que passa a produzir mais hormônios. Um deles estimula a produção de insulina, necessária para reduzir o diabetes. Em cinco anos, a técnica já foi empregada em mais de 700 pacientes. Agora, ela foi proibida. A Justiça Federal concluiu que esta cirurgia é experimental e vinha sendo realizada sem registro nos órgãos de pesquisa. O médico está proibido de aplicar essa técnica até que regularize a situação no Conselho Nacional de Ensino e Pesquisa, órgão do Ministério da Saúde, e também no Conselho Federal de Medicina. A decisão tem caráter liminar e o médico pretende recorrer.
A Comunidade DiabeteNet.Com.Br tem como finalidade informar e interagir com os seus usuários. Antes de qualquer decisão ou atitude, é indispensavel a discussão sobre os pontos aqui abordados juntamente com médicos de sua confiança.

Dê sua opinião sobre este conteúdo

Nuvem de tags deste conteúdo

Comentários sobre este conteúdo

  • Lucia
    21/10/2010 - 14:08

    MESMO SENDO EXPERIMENTAL,ESTA CIRURGIA EU GOSTARIA DE FAZE_LA,QUAL DIABETICO NAO SE,SENTIRA FELIZ COM A REDUCAO DA DOENCA OU MESMO ELIMINACAO.E DAS PESQUISAS QUE SE CHEGAM AOS MEDICAMENTOS,CIRURGIAS FINAIS,CASO CONTRARIO NUNCA SABEREMIAMOS SE DARIA CERTO.

  • juju
    05/11/2010 - 18:41

    Seria o sonho de todos os portadores de diabete, pois estaria aí o maior avanço que a medicina dava, com essa descoberta e diria o fim da tal malvada doença que vem atacando muitos e muitos seres humanos.

  • enoc
    02/12/2010 - 15:04

    Antes de proibir uma cirurgia desta, o CFM e CRM, deveriam procurar os pacientes que ja fizeram esta cirurgia e saber como estao, eu fiz ha mais de um ano, e digo nao estou bem estou excelente, nao tenho mais diabetes, meus colesterol e triglicerides que viviam a mil, hoje estao como um garoto de 18 anos, e olha que tenho 52 anos, tinha hipertensao desde 25 anos, tomo somente a metade da dose do remedio que tomava para pressao antes da cirurgia, como pode os "Conselhos", proibir uma cirurgia desta. O dr Aureo nao eh um simples passador de remedio ele um cientista, que estuda cada caso e aplicar a melhor tecnica. Se os conselhos quiserem estarei a disposição para qualquer informações, tenho guardado todos os exames anteriores e posteriores a cirurgia.

  • daiana
    17/01/2011 - 11:15

    bom dia me chamo daiana meu irmão é diabetico, o diabete dele é muito raro, pois em 1 ano da descoberta do diabete dele a glicose dele raramente ficou baixa, ela chega a 600, ele toma 5 insulinas por dia e não fazem mas efeito pois a glicose dele não baixa ele tem 13 anos só come comida integral, pratica exportes mas não vive saúdavel, gostaria muito que ouvesse uma cura pois sofremos demais, e ele vive muito triste, nervoso,sem vontade de sair de brincar, isso mudou muito a vida dele ele era uma criança alegre e hoje ele é revoltado, sem paciência... espero por uma cura e faço estudos sobre isso todos os dias na esperança de encontrar um geito de pelo menos regularizar a glicose dele.

Cadastre seu comentário!


Surgyplast


Noticias
  • Pesquisa
  • Associe-se
  • Fórum

Acompanhe nosso arquivo de conteúdo:

» « Novembro - 2017
D S T Q Q S S
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

© Copyright 1997-2017 - e.Mix

As informações apresentadas a você pelo DiabeteNet contém informações gerais.
Nenhuma informação deve ser interpretada como tratamento, diagnósticos, conselhos médicos e não deve substituir a orientação do seu Médico.