- Diabetes, Vida e Comunidade

Especialistas falam do perigo da diabetes gestacional

6/8/2010 - Abril


Evitar a diabete durante a gravidez é um ato de amor. E não é de amor-próprio, mas sim para com o próprio filho. Bebês nascidos de mães que desenvolvem a doença durante a gestação correm um risco até cinco vezes maior de apresentar a diabete na vida adulta, segundo o diretor-geral da Fundação Mundial de Diabetes (WDF), Anil Kapur. 

"Certamente esses bebês serão adultos obesos e, consequentemente, mais propensos a desenvolver a diabete", garante. Ele foi um dos especialistas que participaram da Conferência Latino-americana de Diabetes, promovida pela World Diabetes Foundation em julho, em Salvador, e acompanhada pela reportagem da Agência Estado. 

Gestantes constituem um dos principais grupos de risco para a diabete. A incidência da doença, que é de 5,2% entre os adultos brasileiros, de acordo com dados do Ministério da Saúde, sobe para 7% entre a população de grávidas do País, estatística do Grupo Brasileiro de Diabete Gestacional. Os médicos, agora, procuram uma forma de mostrar às mamães o quanto uma glicemia descontrolada pode ser prejudicial para o feto. 

Entre as grávidas, a diabete costuma aparecer durante a 28ª semana de gestação, explica a endocrinologista Maria Inês Schimidt, pós-doutora em epidemiologia pela University of North Carolina, nos Estados Unidos, coordenadora do Centro Colaborativo para a Supervisão do Diabete, Doenças Cardiovasculares e Outras Doenças Não-Transmissíveis do Ministério da Saúde e professora da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). "É uma situação que coloca em risco a vida de mãe e filho", afirma. 

Foi Maria Inês quem coordenou, na década de 1990, o mais completo mapeamento da diabete gestacional no País, que teve a participação de três mil grávidas. "É importante ressaltar que a diabete gestacional é aquela que se manifesta durante a gravidez e some subitamente após o parto. Só não há como saber se a doença já existia e apenas se manifestou ou se surgiu na gravidez", declara a médica. Segundo ela, o quadro também aumenta os riscos de parto prematuro. 

Diretora do Centro Integrado de Diabetes e Hipertensão da Secretaria de Saúde do Estado do Ceará e doutora em endocrinologia pela Escola Paulista de Medicina, Adriana Forti diz que metade das mulheres com diabete gestacional volta a apresentar a doença até cinco anos após o parto. "A descoberta reforça a urgência de as mulheres continuarem se cuidando depois do nascimento do filho. O problema maior é que a diabete, quando volta, pode se tornar crônica", explica. 

Fatores de Risco
De acordo com o médico Bruce Duncan, pós-doutor em epidemiologia pela University of North Carolina (EUA) e professor da UFRGS, durante a gravidez vários hormônios sofrem alterações, inclusive a insulina, que controla as taxas de glicose no sangue. Os riscos aumentam para as mulheres acima de 35 anos e com histórico familiar da doença. Soma-se a isso, ainda, o excesso de peso, também comum na gravidez. 

"É um mito achar que toda gestante tem de engordar muito. Há um limite e deve ter acompanhamento médico", diz Duncan. Uma mulher de peso normal, por exemplo, deve ganhar entre 11kg e 16 kg, segundo os especialistas. "O estilo de vida moderno, que induz ao sedentarismo e à má alimentação, também colabora para o crescimento da doença", conclui. 

Entenda a doença
A diabete gestacional é uma doença metabólica caracterizada pelo aumento anormal de glicose (açúcar) no sangue durante a gravidez.
- Quando se manifesta, eleva a pressão arterial da mulher, aumentando o risco de parto prematuro
- Os bebês costumam nascer com mais de 4 kg, o que dificulta o parto normal. Na idade adulta, terão um risco cinco vezes maior de ter diabete, além de predisposição para obesidade
- Metade das mulheres com diabete gestacional volta a apresentar o quadro em até cinco anos após o parto.

A Comunidade DiabeteNet.Com.Br tem como finalidade informar e interagir com os seus usuários. Antes de qualquer decisão ou atitude, é indispensavel a discussão sobre os pontos aqui abordados juntamente com médicos de sua confiança.

Dê sua opinião sobre este conteúdo

Nuvem de tags deste conteúdo

Comentários sobre este conteúdo

Seja o primeiro a comentar este conteúdo!

Cadastre seu comentário!

237 Usuários On-Line




Surgyplast


Novos Associados

Bem-vindos:

  • Clovis - RJ
  • Carlos frança - BA
  • Soares - SP
  • Suely - MG
  • Joaquim - SP
  • José - PA
Noticias
  • Pesquisa
  • Associe-se
  • Fórum

Acompanhe nosso arquivo de conteúdo:

» « Novembro - 2014
D S T Q Q S S
      1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30      

As informações apresentadas a você pelo DiabeteNet contém informações gerais.
Nenhuma informação deve ser interpretada como tratamento, diagnósticos, conselhos médicos e não deve substituir a orientação do seu Médico.