- Diabetes, Vida e Comunidade

Neuropatia Diabética

31/5/2002 - DiabeteNet.Com.Br


  • O que É Neuropatia Diabética?
  • Neuropatia Diabética é Comum?
  • O que Causa a Neuropatia Diabética?
  • Quais os Sintomas da Neuropatia Diabética?
  • Quais os Tipos de Neuropatia?
  • Como os Médicos Diagnosticam a Neuropatia Diabética?
  • Como a Neuropatia Diabética é Tratada?
  • Porque Cuidados com os pés são Importantes para Pessoas com Neuropatia Diabética?
  • Há Algum Tratamento Experimental para Neuropatia Diabética?
  • Que Recursos Estão Disponíveis para Pessoas com Neuropatia Diabética?


    O que É Neuropatia Diabética ?

    Neuropatia diabética é uma doença nos nervos causada pelo diabetes. Os sintomas da neuropatia incluem adormecimento e às vezes dor nas mãos, pés, ou pernas. Os danos nos nervos causados pelo diabetes também podem conduzir a problemas com órgãos internos, tais como o trato digestivo, coração, e órgãos sexuais, causando indigestão, diarréia ou constipação, vertigem, infecções na bexiga, e impotência. Em alguns casos, neuropatias podem causar queimações e também provocar perda de peso. Pode acontecer também depressão. Enquanto alguns tratamentos são pesquisados, ainda é preciso entender como o diabetes afeta os nervos e achar tratamentos mais eficazes para esta complicação.

    A Neuropatia Diabética pode Ser prevenida?

    Um estudo clínico de 10 anos que envolveu 1,441 voluntários com diabete insulino-dependente (DMID) foi completado recentemente pelo National Institute of Diabetes and Digestive and Kidney Diseases - EUA. O estudo provou que mantendo níveis de açúcar no sangue o mais próximo do normal quanto possível, reduz-se a progressão de doenças nos nervos causadas pelo diabetes.O Diabetes Control and Complications Trial (DCCT) estudou dois grupos de voluntários: os que seguiram uma rotina de controle do diabetes padrão e os que controlaram intensamente seu diabetes.As pessoas do grupo de controle intensivo se submeteram a injeções múltiplas de insulina diariamente ou usaram uma bomba de insulina, monitorando a glicose no sangue pelo menos quatro vezes por dia, mantendo, assim, suas glicemias o mais próximo do normal possível.Depois de 5 anos, foram feitos testes da função neurológica que mostraram que o risco de danos nos nervos foi reduzido em 60 por cento no grupo de controle intensivo. As pessoas com tratamento padrão, cujos níveis de glicose no sangue eram mais altos, tiveram taxas mais altas de neuropatia. Embora o DCCT tenha incluído só pacientes com DMID, os pesquisadores acreditam que pessoas com diabetes insulino-independentes também se beneficiariam em manter baixos os níveis de glicose no sangue.

    Neuropatia Diabética É Comum?

    Pessoas com diabetes podem desenvolver problemas nos nervos a qualquer hora. A neuropatia pode desenvolver-se nos primeiros 10 anos depois de diagnosticada o diabetes e o risco de Neuropatia em desenvolvimento aumenta ao longo do tempo de diabetes.

    Alguns estudos recentes mostram que:

  • 60 por cento dos pacientes com diabetes têm alguma forma de Neuropatia, mas na maioria dos casos (30 a 40 por cento), não há nenhum sintoma.

  • 30 a 40 por cento dos pacientes com diabetes têm sintomas que sugerem Neuropatia, comparados com 10 por cento das pessoas sem diabetes.

    Neuropatia diabética parece ser mais comum em fumantes, pessoas com mais de 40 anos de idade, e os que tiveram problemas em controlar os níveis de glicose no sangue.

    O que Causa a Neuropatia Diabética?

    Os cientistas não sabem as causas da Neuropatia diabética, mas é provável que vários fatores contribuam Glicose alta, ou uma condição associada a diabetes, que causa mudanças químicas nos nervos. Estas mudanças prejudicam a habilidade dos nervos para transmitir sinais.Glicose alta também danifica vasos sanguíneos que levam oxigênio e nutrientes aos nervos. Além disso, fatores herdados, provavelmente sem conexão com o diabetes, podem fazer com que algumas pessoas se tornem mais suscetíveis a doença nos nervos que outras.

    Como a glicose alta conduz a danos nos nervos, é um assunto de intensa pesquisa. O mecanismo completo ainda não é conhecido. Os pesquisadores descobriram que níveis altos de glicose afetam muitos caminhos metabólicos nos nervos, enquanto conduzem a um acúmulo de um açúcar chamado sorbitol e diminuição de uma substância chamada mioinositol. Porém, estudos em humanos não mostraram convincentemente que estas mudanças são o mecanismo que causa danos nos nervos.

    Mais recentemente, os pesquisadores relacionaram os efeitos do metabolismo de glicose em excesso com a quantidade de óxido de nitrogênio nos nervos. Óxido de Nitroge;nio dilata os vasos sanguíneos. Em uma pessoa com diabete, baixos níveis de óxido de nitrogênio podem conduzir a constrição dos vasos sanguíneos que nutrem o nervo, contribuindo para os danos nos nervos. Outra área de estudos promissora dos centros de pesquisa é o efeito da glicose alta que retém as proteínas, enquanto altera sua estrutura e sua função, afetando também a função vascular.

    Cientistas estão estudando como estas mudanças acontecem, como elas causam danos nos nervos, como prevenir e como tratar estes danos.

    Quais os Sintomas de Neuropatia Diabética?

    Os sintomas da Neuropatia diabética variam. Adormecimentos e formigamento nos pés são freqüentemente o primeiro sinal. Algumas pessoas não notam nenhum sintoma, enquanto outras são severamente incomodadas.

    A Neuropatia pode causar dor e insensibilidade na mesma pessoa. Freqüentemente, no princípio os sintomas são leves e acontecem em um período longo de tempo. Casos moderados podem passar despercebidos por muito tempo. Em algumas pessoas, principalmente nas atingidas por Neuropatia local, o começo da dor pode ser súbito e severo.

    Quais os Tipos de Neuropatia ?

    Os sintomas de Neuropatia também dependem de quais nervos e quais partes do corpo são afetadas. A Neuropatia pode ser difusa, enquanto afeta muitas partes do corpo, ou local, afetando um único nervo e parte do corpo.

    Neuropatia difusa

    As duas categorias de Neuropatia difusa são a Neuropatia periférica, que afeta os pés e mãos e a Neuropatia Autonômica, que afeta os órgãos internos.

    Neuropatia periférica

    O tipo mais comum de Neuropatia periférica danifica os nervos dos membros, inferiores, especialmente dos pés. Nervos de ambos os lados do corpo são afetados. Sintomas comuns deste tipo de Neuropatia são:

  • Adormecimento ou insensibilidade à temperatura
  • Formigamento, queimação, ou "agulhadas"
  • Dores agudas ou câimbras
  • Sensibilidade extrema para tocar, até mesmo toques leves
  • Perda de equilíbrio e coordenação

    Estes sintomas são freqüentemente piores à noite. Os danos nos nervos resultam da perda de reflexos e fraqueza nos músculos. O pé fica mais largo e mais curto, o andar muda. Por causa da perda de sensação, feridas podem passar despercebidas e podem infectar. Se os pés não são tratados a tempo, a infecção pode envolver o osso e pode requerer amputação. Porém, normalmente estes problemas podem ser evitados se são tratados a tempo. Pode-se evitar problemas usando-se sapatos largos e examinando os pés diáriamente, prevenindo-se, assim, amputações.

    Neuropatia Autonômica (também chamada Neuropatia visceral)

    Neuropatia Autonômica é outra forma de Neuropatia difusa Afeta os nervos do coração e órgãos internos e produzem mudanças em muitos processos e sistemas.

    Micção e resposta sexual

    A Neuropatia Autonômica afeta freqüentemente os órgãos que controlam a micção e a função sexual. Danos nos nervos podem impedir a bexiga de esvaziar completamente, assim bactérias crescem mais facilmente na área urinária (bexiga e rins).Quando os nervos da bexiga forem danificados, uma pessoa pode ter dificuldades para saber quando a bexiga está cheia ou controlar isto, resultando em incontinência urinária.

    O dano nos nervos e problemas circulatórios causados pela diabetes também podem conduzir a uma perda gradual da resposta sexual em homens e mulheres, embora o desejo sexual esteja inalterado. Um homem pode não ter ereções ou alcançar o orgasmo sem ejacular.

    Digestão

    A Neuropatia Autonômica pode afetar a digestão. Danos nos nervos podem fazer o estômago esvaziar muito lentamente, uma desordem chamada estase gástrica. Quando a condição é severa (gastroparesia), uma pessoa pode ter náuseas, inchaço, e perda de apetite. Níveis de glicose no sangue tendem a flutuar acentuadamente nesta condição.

    Se nervos no esôfago são envolvidos, engolir pode ser difícil. Danos nos nervos dos intestinos podem causar constipação ou diarréia freqüentes, especialmente à noite. Problemas com o sistema digestivo conduzem freqüentemente a perda de peso.

    Sistema cardiovascular

    A Neuropatia Autonômica pode afetar o sistema cardiovascular que controla a circulação do sangue ao longo do corpo. Danos neste sistema interferem com os impulsos dos nervos de várias partes do corpo que sinalizam a necessidade de sangue e regulam a pressão sanguínea e as batidas do coração. Como resultado, a pressão sanguínea pode abaixar subitamente, depois de sentar-se ou estar de pé, fazendo uma pessoa sentir-se atordoada, ou até mesmo desmaiar (hipotensão ortostática).

    A Neuropatia que afeta o sistema cardiovascular também pode afetar a percepção às dores no coração. As pessoas podem não experimentar angina como um sinal de advertência de doenças no coração ou podem sofrer ataques no coração indolores. Também pode aumentar o risco de um ataque do coração durante uma anestesia geral.

    Hipoglicemia

    A Neuropatia Autonômica pode impedir a resposta normal do corpo ao baixo nível de açúcar no sangue, ou hipoglicemia

    Suor

    A Neuropatia Autonômica pode afetar os nervos que controlam o suor. interferindo na atividade das glândulas de suor, tornando difícil para o corpo regular a temperatura. Por outro lado o resultado pode ser suores noturnos, ou durante as refeições (suando gustativo).

    Neuropatia local

    (inclusive Neuropatia múltipla)
    Ocasionalmente, A Neuropatia diabética aparece de repente e afeta nervos específicos, no dorso, perna, ou cabeça. Neuropatia local podem causar:

  • Dor na parte frontal da coxa
  • Dor severa na parte mais baixa de trás ou pélvis
  • Dor no tórax, estômago, ou flanco
  • Tórax ou dor abdominal às vezes equivocadas para angina, ataque de coração, ou apendicites
  • Dores atrás de um olho
  • Inabilidade para focalizar o olho
  • Visão dobro
  • Paralisia em um lado da face (a paralisia de Sino)
  • Problemas de audição

    Este tipo de Neuropatia é imprevisível e acontece freqüentemente em pessoas mais velhas que têm diabete moderada. Embora a Neuropatia local possa ser dolorosa, tende a melhorar por si só depois de um período de semanas ou meses sem causar danos a longo prazo.

    Pessoas com diabetes também são propensas a neuropatias de compressão em desenvolvimento. A forma mais comum de Neuropatia de compressão é a síndrome de Túnel Carpal. A Síndrome de Túnel Carpal assintomática acontece em 20 a 30 por cento das pessoas com diabetes, e a Síndrome de Túnel Carpal sintomática acontece em 6 a 11 por cento. Entorpecimento e formigando da mão são os sintomas mais comuns. Fraqueza de músculos também podem ocorrer.

    Neuropatia diabética pode Afetar Virtualmente Toda Parte do Corpo Difusa (Periférica) Neuropatia

  • Pernas
  • Pés
  • Braços
  • Mãos

    Difusa (Autonômica) Neuropatia

  • Coração
  • Sistema digestivo
  • Órgãos sexuais
  • Área urinária
  • Glândulas de suor

    Neuropatia local

  • Olhos
  • Músculos faciais
  • Ouvido
  • Pélvis e mais baixo atrás
  • Coxa
  • Abdômen

    Como os Médicos fazem o diagnostico da Neuropatia Diabética?

    O médico faz o diagnostico da Neuropatia baseado em sintomas e no exame físico. Durante o exame, o médico pode conferir a força do músculo, reflexos, e sensibilidade a posição, vibração, temperatura, e toque . Às vezes testes especiais também podem ajudar a determinar a causa dos sintomas e determinar o tratamento. Um simples teste de blindagem para conferir sensação de ponto nos pés pode ser feito no consultório do médico. O teste usa um filamento de fibra sintética montado em uma vara pequena. O filamento entrega um 10-grama unificado força quando tocou a áreas do pé. Pacientes que não podem sentir pressão do filamento perderam sensação protetora e estiveram a risco para neuropatia em desenvolvimento caminhe úlceras. Médicos podem ordenar o filamento (com instruções para uso) livre da mais baixa extremidade Amputação Prevenção Programa, (SALTE) Agência de Cuidado médico Primário, Divisão de Programas para Populações Especiais, 4350 Leste Rodovia Ocidental, 9º andar, Bethesda, MD 20814; telefone (301) 594-4424.**

    Estudo da condição do nervo confere o fluxo de corrente elétrica por um nervo. Com este teste, uma imagem do impulso de nervo é projetada em uma tela como transmite um sinal elétrico. Impulsos que parecem mais lentos ou mais fracos que habitual indicam um possível dano ao nervo. Este teste permite ao médico avaliar a condição de todos os nervos nos braços e pernas.

    Eletromiografia (o EMG) é usado para ver como os músculos respondem a impulsos elétricos transmitidos pelos nervos periféricos. A atividade elétrica do músculo é exibida em uma tela. Uma resposta que é mais lenta ou mais fraca que habitual sugestiona dano ao nervo ou músculo. Este teste é freqüentemente terminado ao mesmo tempo que estudos de condução do nervo.

    Ultra-som emprega ondas sonoras. As ondas sonoras são muito altas de ouvir, mas elas produzem uma imagem que mostra como está a bexiga e como outras partes da área urinária estão funcionando.

    Biópsia do nervo é removida uma amostra de tecido do nervo para exame. este teste é freqüentemente usado em pesquisas.

    Se seu médico suspeitar de Neuropatia autonômica, você também pode procurar um médico gastroenterologista para testes adicionais.

    Como a Neuropatia Diabética é Tratada?

    O Tratamento ajuda aliviar o desconforto e prevenir danos de tecido adicional. O primeiro passo é deixar o açúcar do sangue sob controle com dieta e drogas de uso oral ou injeções de insulina, monitorando os níveis de açúcar no sangue. Embora os sintomas às vezes possam piorar a princípio com o controle do açucar no sangue , mantendo niveis mais baixos de açucar no sangue a dor ou perda de sensação que a Neuropatia podem causar.melhoram O bom controle de açúcar de sangue também pode ajudar a previnir o começo de problemas adicionais.

    Outra parte importante do tratamento envolve especial cuidado dos pés que são propenso a problemas.

    São usados vários medicamentos e outras medidas para aliviar os sintomas da Neuropatia diabética.

    Alívio de Dor

    Para, queimação, formigamento, ou adorcimento, o médico pode sugerir um analgésico ou drogas antiinflamatórias que devem ser usadas com precaução em pessoas com doença renal. Medicamentos antidepressivos e medicamentos para nervos podem ser úteis. Outros drogas às vezes são prescritas para uso a curto prazo para aliviar dores severas. Além disso, uma pomada tópica, está agora disponível para aliviar as dores da Neuropatia.

    O médico também pode prescrever uma terapia. Outros tratamentos incluem hipnose, relaxamento, e acupuntura, massagem, ou um ungüento analgésico também podem ajudar.

    Problemas gastrointestinais

    Indigestão, arrotos, náuseas, vomitos são sintomas de gastroparesia. Para pacientes com sintomas moderados de estômago com esvaziamento lento, o médico sugere comer refeições pequenas, freqüentes evitando comer gorduras e muitas fibras; o que também pode ajudar a aliviar os sintomas. Para pacientes com gastroparesias severas, podem ser prescritos medicamentos que fazem andar mais depressa a digestão e outros para aliviar a náusea. Outras drogas que ajudam a regular a digestão, ou reduzem a secreção ácida também podem ser usados ou prescritos. Em cada caso, os benefícios potenciais destas drogas precisam ser pesados contra os efeitos colaterais deles.

    Para aliviar a diarréia e outros problemas de intestino, antibióticos ou clonidine HCl, ( uma droga usada para tratar pressão alta ), às vezes são prescritas. O antibiótico tetraciclina também pode ser prescrito. Uma dieta livre de trigo também pode trazer às vezes alívio, pois o glúten em farinha pode causar diarréia.

    Problemas neurológicos que afetam a área urinária podem resultar em infecções ou incontinência. O médico pode prescrever um antibiótico para combater a infecção e sugerir beber mais liquidos para prevenir infecções adicionais. Se a incontinência for um problema, podem ser aconselhados para os pacientes que urinem em tempos regulares (cada 3 horas, por exemplo) desde que eles possam saber quando a bexiga está cheia.

    Vertigem, Fraqueza

    Sentar ou levantar-se lentamente pode ajudar a prevenir tonturas , vertigem, ou desmaio que são sintomas que podem ser associados com algumas formas de Neuropatia autonômica. Elevar a cabeça da cama e usar meia-calças elásticas também podem ajudar. O aumento do sal na dieta e tratamento com hormônios como fludrocortisone é outras possíveis combinações (prescritas pelo médico ) podem ajudar. Em certos pacientes, tratar com drogas para hipertensão podem elevar a pressão sanguínea , embora predizer quais pacientes terão esta reação paradoxal é difícil.

    Fraqueza do músculo ou perda da coordenação também podem ser causadas por Neuropatia diabética podem e podem ser tratadas freqüentemente através de fisioterapia.

    Problemas urinários e Sexuais

    Problemas circulatórios e nervosos do diabetes podem causar problemas de disfunção sexual masculina, resultando em impotência. O médico pode prover informações sobre métodos disponíveis para tratar a impotência causada por Neuropatia depois de descartar uma causa hormonal de impotência. Soluções a curto prazo envolvem o uso de um dispositivo de vácuo mecânico ou injeção de uma droga vasodilatadora no pênis antes da relação sexual. Ambos os métodos elevam o fluxo de sangue ao pênis, fazendo com que fique mais fácil ter e manter uma ereção. Procedimentos cirúrgicos no qual são implantados próteses inflaveis ou dispositivos no pênis, oferecem uma solução mais permanente. Para algumas pessoas, o problema pode ser psicológico e um tratamento com terapia pode ajudar a restabelecer a função sexual.

    Em mulheres que sentem que a vida sexual não esta satisfatória, o papel da Neuropatia diabética está menos claro. Doença, infecções ,vaginais e urinárias, e ansiedade sobre gravidez complicada por diabetes podem interferir com o prazer da mulher para desfrutar intimidade. As infecções podem ser reduzidas através do controle da glicose do sangue; A terapia também pode ajudar a mulher a identificar e entender suas preocupações sexuais.

    Porque Cuidados com os pés são importantes para Pessoas com Neuropatia Diabética?

    Pessoas com diabetes precisam ter cuidados especiais com os pés. A Neuropatia e doenças dos vasos sanguíneos ambos aumentam o risco de úlceras no pé. Os nervos dos pés são os mais longos do corpo, e são freqüentemente afetados pela Neuropatia. Por causa da perda de sensibilidade causada pela Neuropatia, feridas ou danos aos pés podem não ser notados e podem ser ulcerados.

    Pelo menos 15 por cento de todas as pessoas com diabetes têm um pé eventualmente úlcerado, e 6 entre cada 1,000 pessoas com diabetes têm uma amputação. Porém, estimativa dos médicos é de que quase três quartos de todas as amputações foram causadas por Neuropatia e circulação pobre e poderiam ser prevenidas com cuidados nos pés.Siga estas regras para cuidar dos pés:

  • Confira seus pés e dedos do pé diariamente para notar qualquer corte, feridas, contusões, inchaços, ou infecções--usando um espelho se necessário.

  • Lave seus pés diariamente,com água morna (não quente) e um sabão neutro. Se você tiver Neuropatia, você deverá testar a temperatura da água com seu pulso antes de pôr seus pés na água. Os médicos não aconselham banhar seus pés durante períodos longos, você pode perder calos protetores. Seque seus pés cuidadosamente com uma toalha macia, especialmente entre os dedos do pé.

  • Cubra seus pés (com exceção da pele entre os dedos do pé) com geléia de petróleo, uma loção que contém lanolina, ou hidratantes antes de vestir sapatos e meias. Em pessoas com diabetes, os pés tendem a suar menos que normal. Os hidratantes previnem pele rachada.

  • Use meias grossas, macias e evite usar meia-calças escorregadias, meia-calças reparadas, ou meia-calças com costuras.

  • Sapatos de uso diário que se ajustem bem em seus pés e permitam que seus dedos do pé se movam . Utilize sapatos novos gradualmente, no princípio só durante uma hora. Depois de anos de Neuropatia, como os reflexos estão perdidos, os pés são provávelmente se tornarão mais largos e mais aplainados. Se você tiver dificuldades em achar sapatos que se ajustarem, peça para seu médico que indique um especialista.

  • Examine seus sapatos antes dos vestir para ter certeza se eles não têm nenhuma pedra, extremidades afiadas, ou objetos, isso poderia prejudicar seus pés.

  • Nunca vá descalço, especialmente na praia, areia quente, ou pedras.

  • Corte suas unhas dos dedos do pé tomando cuidado para não deixar qualquer canto afiado.

  • Use uma tábua de esmeril ou pedra-pome para remover peles mortas, mas não remova calos que agem como acolchoando protetor. Não tente cortar qualquer crescimento, e evite usar substâncias químicas severas como removedor de calos ou verrugas em seus pés.

  • Teste a temperatura de água com seu cotovelo antes de tomar banho·

  • Se seus pés estão à noite frios use meias. (Não use aquecimento acolchoados ou bolsas de água quentes.)

  • Evite sentar com suas pernas cruzadas. Cruzar as pernas pode reduzir o fluxo de sangue aos pés.

  • Peça para seu médico que confira seus pés na consulta, e chame seu médico se você notar que uma ferida não cicatriza.

  • Se você não puder cuidar de seus próprios pés, peça para seu médico que recomende um pedicuro (especialista no cuidado e tratamento dos pés)

    Há Algum Tratamento Experimental para Neuropatia Diabética?

    Várias drogas novas são objeto de estudo para prevenir ou eventualmente reverter a Neuropatia diabética. Porém, são requeridas provas extensas para estabelecer a segurança e a eficácia dessas drogas antes de serem aprovadas para uso pelo (FDA) Food And Drogs Administration, orgão americano que regulamenta alimentos e medicamentos, equivalente ao ministério da saúde no Brasil.

    Investigadores estão explorando o tratamento com uma suplementação de mioinositol. Cujos resultados mostraram que nervos de animais diabéticos e humanos têm menos quantias normais desta substância. O uso do Mioinositol aumento os níveis desta substância em tecidos de animais diabéticos, mas ainda é preciso mostrar com a pesquisa que esse tratamento traz beneficios concretos e duradouros.

    Outra área de pesquisa se precupa com o uso de uma droga chamada aminoguanidine. Em animais, esta droga bloqueia o cruzamento e a união de proteínas que acontece mais depressa do que o normal em tecidos expostos a níveis altos de glicose.Ainda é cedo para determinar em testes clinicos os efeitos do aminoguanidine em humanos.

    Uma promessa que apareceu envolve o uso de inibidores de aldose- reductase (ARIs). Os inibidores de aldose-reductase são uma classe de drogas que bloqueiam a formação do sorbitol de álcool de açúcar que sabidamente danifica os nervos. Os cientistas esperavam que estas drogas prevenissem e pudessem até mesmo consertar danos nos nervos. Mas tentativas clínicas mostraram que estas drogas têm importantes efeitos colaterais e, por causa disso, elas não estão disponíveis para uso clínico.

    Recomendações Gerais:

  • Peça para seu médico que indique uma rotina de exercícios própios para você. Muitas pessoas que se exercitam regularmente acham a dor da Neuropatia menos severa Alcance e mantenha um peso saudável, exercícios também melhoram o uso da insulina pelo corpo, ajudam a melhorar a circulação, e fortalecem os músculos. Pergunte a seu médico, se pode antes de começar exercícios como corrida ou aeróbica.

  • Se você fuma, tente parar porque fumar traz problemas circulatórios e aumento o risco de Neuropatia e doenças do coração.

  • Reduza a quantia de álcool que você bebe. Recentes pesquisas indicaram que o uso de alcool mais que quatro vezes por semana pode piorar a Neuropatia.
  • Tenha cuidado com seus pés.
    A Comunidade DiabeteNet.Com.Br tem como finalidade informar e interagir com os seus usuários. Antes de qualquer decisão ou atitude, é indispensavel a discussão sobre os pontos aqui abordados juntamente com médicos de sua confiança.

    Dê sua opinião sobre este conteúdo

    Comentários sobre este conteúdo

    • rosemari
      13/11/2008 - 11:02

      Gostaria de receber informações sobre alteração do sistema nervoso na pessoa diabetica

    • Rosangela
      6/12/2008 - 00:22

      gostaria de receber mais informações sobre o Diabetes ,pois descobri a pouco tempo que meu filho tem diabetes tipo 1

    • sergio
      9/12/2008 - 23:37

      meu filho é diabetico há dez anos ,quando ele arrota o cheiro é horivel tem cheiro de fezes isso é normal por favo me responda

    • teresa
      21/1/2009 - 10:52

      Gostaria de informações sobre as lesões no pênis de pessoas diabéticas, meu filho é adolescente e diabético, se recusa a se tratar, e volta e meia está com lessõ no pênis.

    • Teresa
      21/1/2009 - 10:55

      Gostaria de informações sobre as lesões no pênis de pessoas diabéticas, meu filho é adolescente e diabético, se recusa a se tratar, e volta e meia está com lessõ no pênis. Como tratar, já que a pomada que o médico passou já não resolve mais nada, e ele não quer ir ao médico.

    • viviane
      19/2/2009 - 20:50

      tenho um irmao diabetico e ele estar com muita dor nos nervos ,devido a diabet ,existe algum metodo para aliviar essas dores ele sofre muito aguardo resp

    • maria daguia
      26/3/2009 - 15:20

      gostaria de receber iformações sobre muitas dores no corpo ,pois sou diabetica a 12 anos,se essas dores é normal para os diabeticos,obrigado.

    • Mauro
      8/4/2009 - 21:49

      Sou diabetico ha 19 anos, ja tive retinopatia diabetica fiz 4 laser, tenho nefropatia ja perdi 70./. dos meus rins, e agora esta me dando a neuropatia periferica, ha algum remedio para isso pois tem hora que nao aguento dores na pernas, caimbras, a sensibilidade nos pes, me informe ok obgdo pela atençao.

    • margarete
      23/4/2009 - 14:09

      descobri a diabeti faz 9 meses estou um pouco desorientada,estou com a microalbuminuria(dosagem)78,1 vou levar para munha medica endocrinologia ela e muito copetente,mais estou confusa sobre o que eu não posso comer, sei quer não posso engerir açucar e mais o que, gostari de saber o que devo fazer por favro me ajude estou acima do meu peso,estou aguardando o que minha medica vai resolver estou na possibilidade de uma cirurgia de redução de estomago,pois minha medica disse que iria me ajudar aemagrecer pois ja fiz bastante regimes,não vendo muito resultado,ja tive uma trombrose traumatica a 6 anos cuido usando meias,obrigado pela atenção de voces, aguardo reposta, margarete

    • jefferson
      22/5/2009 - 02:08

      sempre sofro lesões no penes, nas relações sexuais e demoram para desaparecer,a risco da minha parceira se enfectar e o que posso fazer para me curar ! isso e normal nos diabeticos! obrigado

    • vanessa barbosa de s
      16/7/2009 - 16:25

      gostaria de saber se a diabetes tipo um é hereditária?

    • Carlos Eduardo
      4/8/2009 - 22:43

      Não se irretem! Todo (a) diabético que se cuida ou descuida verá que doença terrível que enfrentará... Estou fazendo todos os exames possíveis e todos apresentaram problemas... Veja só:
      1 - Sou DIABÉTICO INSULÍNICO 25 unidades dia e noite com glicose 210/230.
      2 – Adquiri ao nascer MENINGITE BACTERIANA (TRAGO SEQÜELAS ATÉ HOJE )
      3 - Contrair SÍFILIS quando tinha + ou – 30 anos.
      4 - CARDIOPATIA HIPERTENSIVA – c/ (Taquicardia) e lesões em órgãos-alvos e prolapso valva miltral nos 2 folhetos e aorta espessada aretomatosa.
      5 – Tenho CATARATA, GLAUCOMA e RETINOPATIA DIABÉTICA (uso timolol e fiz 2 fotocoagulação a laser).
      6 - POLINEUROPATIA Sensitivo Motora (dor intensa e constante nos pés e pernas).
      7 - ESTEATOSE HEPÁTICA.
      8 - ATROFIA muscular – (membros inferiores).
      9 - GASTRITE endoscópica erosiva elevada antral severa.
      10 - DISLIPIDEMIA – Colesterol e Triglicérides em altos níveis.
      11 - TENDINITE E BURSITE.
      12 - DEFICIÊNCIA auditiva lado direito severa e Esquerdo moderada.
      13 - SINDROME túnel do carpo nos dois pulsos.
      14 - EFISEMA Pulmonar.
      15 - HÉRNIA umbilical (crescendo)...
      16 - NEFROPATIA diabética.
      17 - ARTROSE Dorsal ou osteoartrite (contato doloroso de osso com osso).
      18 – TIREÓIDE.
      19 – Claudicação, labirintite, fibromialgia, Sudorese hepática não alcoólica, teste ergométrico (não consigo realizar), memória fraca, sinto dores na coluna, rins, intestino, estômago, dor pernas/ossos, ardência ao urinar, dificuldade de permanecer com ereção etc...
      Não posso me apavorar! Oro e converso com Deus e Ele me confidenciou que não passarei dos 100 anos.
      Não desanimem...

    • Yvone Prates França
      6/9/2009 - 23:17

      Boa noite!
      Constatei há pouco tempo que estou diabética.
      Pela primeira vez leio algo na íntrega a respeito de diabetes. Foi muito importante para mim.
      Agora vou saber como interagir com o profissional da sáude que me atender e me cuidar muito melhor.
      Parabéns pelo site!
      Obrigada
      P.S. Espero que estejam sempre atualizados, pois sempre os consultarei.

    • mary
      28/9/2009 - 15:53

      gostaria de recebem imformaçoes sobre diabete pois constatei ha dois ano que tenho e queria recebem mais noticia

    • rodrigo rodrigues
      28/10/2009 - 20:50

      já estou apresentando todos os sintomas da neuropatia dibética o que devo fazer.

    • valteir pereira
      15/12/2009 - 15:28

      Eu queria saber sim pessoa que tem diabeti tem direito au passe livre eu sou Pressidente de uma associaçâo na minha cumunidade tenho umas pessoa com diabeti eu queria fazer o passe livre para elas mas falei com um amigo ele falou que nao posso fazer porque diabeti nao doeça mas ele nesecita ano tem beneficio nen um

    • Eduardo M. Reed
      30/12/2009 - 15:55

      gostaria saber que composição deve ter o HIDRATANTE para pele da canela com POLINEUROPATIA PERIFÉRICA DIABÉTICA, que ajude a aliviar a dor.

    • Wilson
      3/1/2010 - 21:07

      meu filho de 34 anos, esta com diabete, em fevereiro de 2009, ele foi ao oftamogista e constatou deslocamento de retina, e foi feito a cirurgia, no entanto, outro oftamogista, constatou que a perda da visão operada, que ainda estaba melhor que o outro, em um espaço de mais ou menos 6 meses, ele perdeu a visão, e nehum médico, soube responder o porquê. Reumatologista e o nefrologista que todos os exames feitos, não acusam nenhuma anormalidade e endocrinogista disse que a dia bete está sobre controle. Será que alguem teve conhecimento desta situação a perda de visão tão rápida.

    • jose paulo vizza
      17/2/2010 - 17:49

      Estou com dormencia e ardencia desde 2006,já fui em varios mediços ,fiz varios tratamentos e continuo com os sintomsas de ardencia=,dormencia e agora sinto as articulações das pernas com os pes como se tivessem um peso dentro.A conclusão deste meu problema é uma doença auto-imune(tenho retocolite ulcerativa idiopataica)Abaixo a cabeça e levo choque,não posso calçar sapto nenhum.Quando chega a noite,os sintomas pioram, tenho que tomar remedios para dormir todos os dias.Passo os dias com estes sintomas a quase 4 anos e não sei o quemais faço .Queria pelo menos que diminuisse a intensidade da dor pela metade, ja que sinto a quase 4 anos com intensidade total.Se alguem puder me ajudar,com medico,remedio caseiro,rezas ,pomadas será bem vindo pois sei o que estou sofrendo e, não desejo para ninguem.

      Jose Paulo Vizza

    • jose paulo vizza
      17/2/2010 - 17:52

      Estou com dormencia e ardencia desde 2006,já fui em varios mediços ,fiz varios tratamentos e continuo com os sintomsas de ardencia=,dormencia e agora sinto as articulações das pernas com os pes como se tivessem um peso dentro.A conclusão deste meu problema é uma doença auto-imune(tenho retocolite ulcerativa idiopataica)Abaixo a cabeça e levo choque,não posso calçar sapto nenhum.Quando chega a noite,os sintomas pioram, tenho que tomar remedios para dormir todos os dias.Passo os dias com estes sintomas a quase 4 anos e não sei o quemais faço .Queria pelo menos que diminuisse a intensidade da dor pela metade, ja que sinto a quase 4 anos com intensidade total.Se alguem puder me ajudar,com medico,remedio caseiro,rezas ,pomadas será bem vindo pois sei o que estou sofrendo e, não desejo para ninguem.

      Jose Paulo Vizza

    • Antonio Carlos
      21/4/2010 - 21:41

      21/04/2010
      Olá, colegas !!!
      Adquirir a diabete tipo 2 á quase 5 anos, tenho a minha vida tranquila, controlo sempre vou regularmente ao endocrinologista. Á pouco tempo adiquerir um hernia umbilical, onde terei de passar por uma cirúrgia, que conforme o meu médico, é muito simples e rápida.
      Todos os dias peço nas minhas orações, para que o Senhor Jesus, nos proteja dessa doença que nos priva de tudo. Também peço ao senhor, que ele ilumine algum cientista, na descoberta de uma cura para essa doença.
      Fiquem com Deus....

    • Fernando
      9/5/2010 - 18:48

      Sou diabético há 5 anos. Desde janeiro/2010 com uma dor no abdomen, fui a vários médicos e nada até que o último me disse que era neuropatia diabética. Quatro meses sentindo dores no abdomen e nos dedos dos pés. Faz 5 dias que estou tratando. Ainda não tive melhora, mas peço a Deus que me ajude, pois a dor é insuportável.
      Fiquem com DEUS e melhoras para todos

    • cintia
      2/8/2010 - 22:07

      minha mãe sente muita dor,muita dor mesmo,que medicamento devo da p/ acabar ´c/ a dor,levei num pronto-socorro deram dipirona e nada adiantou.
      Por favor me ajude, já não sei o que fazer!!!

    • Deusderci
      16/10/2010 - 13:32

      sou diabetico a doze anos ,agora tenho sentido fortes dores muscular, na perna esquerda,a noite a dor e mais forte, oque fazer ? obrigado

    • helio
      28/10/2010 - 14:19

      Oir favor as pessoas q pedem ajuda sobre seus problemas é prq está precisando, então tem pssoas q dá a resposta tipo ha medicamentos que aliviam a dor, mas tem q dizer o nome do medicamento logicamente vamos perguntar ao nosso médico se podemos usar aquele medicamento, certo dia fui a minha médica, contei todos esses problemas, ela me medicou um remédio depois fui v e o medicamento era para eplepsia,. fiquei apreensivo e não comprei até prq diz q ele deixa a pessoa dependente, por favor ajude dando o nome dos remédios.

    • Hélio
      28/10/2010 - 14:30

      Por favor se alguem conhece algum medicamento seja pomada, comprimido ou qualquer outro, q combata essas doreses terrives da neuropatia diabética, por favor me fale alguma coisa, pois os portadores desta enfermidade sofre muito, a minha médica me recetou um medicamento, mas ele é indicado para eplepsia, e tmb fiquei sabendo q ele deixa dependência, fiquei apreensivo e não comprei, acredito q há um analgésico para aliviar estas dores, só q ninguem ensina logico q primeiro iremos consultar o nosso médico. Por favor ajude-nos.

    • Celia
      3/11/2010 - 16:16

      Por favor ajude minha mãe a encontrar alguma pomada para aliviar as dores da neuropatia diabetica

    • paula
      8/1/2011 - 17:39

      minha mãe tem ha cerca de 6 anos, diabetes, e esta perdendo todos os movimentos dos membros; chega muitas vezes a perder os sentidos - qual a medicação mais indicada netes casos

    • Luciana
      19/2/2011 - 14:10

      Preciso saber como fazer para me inscrever na fila de transplante de Pancreas e Rim . Atualmente já faço hemodialise a 8 meses.

    • Cristian
      24/2/2011 - 16:45

      Olá pessoal, estou escrevendo para informá-los que minha sogra tem diabetes e suas dores melhoraram muito quando começou a tomar FISH OIL 1000 mg, com ÁCIDOS GRAXOS OMEGA-3 EPA/DHA ou 1800 mg (esse não achei aqui, ela achou nos USA) - aqui no Brasil o fabricante é a Sundown e custa mais ou menos R$ 50,00/100 cápsulas - sempre observem se tem 1000mg - ela toma 2 cápsulas ao dia - são feitas de óleo de peixe que ajudam a diminuir a gordura má do sangue - o colesterol ruim (o LDL colesterol - gordura ruim). Também se controla não comendo farinha de trigo (bolos, tortas salgadas ou doces), batatas e tomando chás todos os dias (um dia cada um: boldo, chá verde, erva-doce, alface, pitanga) e água de beringela de molho, suco de couve com maçã e gelo e as vezes limão - para quem não tem gastrite ou úlceras). Boa Sorte!!!

    • junior
      20/7/2011 - 17:01

      Gostaria de saber se a neoropatia tem cura ou se essa dormência nos pés e pernas somem ou melhoram.e se a ereção volta ao normal

    • renata
      22/7/2011 - 14:20

      boa tarde!!!descobri poucos dias que meu filho é diabético e gostaria de obter mais informações sobre a doença,pois estou muito perdida e ele está muito revoltado.me ajudem

    • ivete
      22/8/2011 - 23:09

      minha filha tem diabetes a 4 anos e agora ela esta com depressao e tem muita dor a 1 ano nao sei o que fazer porque ja levei em varios medicos e nao tem soluçao para o problema dela eu presiso te ajuda .

    • milton lazaro
      16/9/2011 - 11:37

      que a paz prevaleça com todos

      o governo tem que ajudar a todos com medicamentos novos
      e uma bolsa para os portadores uma ajuda e muito inportante
      vamos a luta juntos.

    • marcia g fuzari
      14/10/2011 - 10:32

      Sou diabetica e tenho mononeuropatia diabetica e gostaria de saber como tratar e como o governo nos ajuda c remedico. obrigada

    • marcia g fuzari
      14/10/2011 - 10:32

      Sou diabetica e tenho mononeuropatia diabetica e gostaria de saber como tratar e como o governo nos ajuda c remedico. obrigada

    • jeovani
      15/10/2011 - 21:11

      oi minha mae tem neoropatia. e nao anda mais sente muita dor principalmente a noite. queria saber se existe algum remedio bom. me ajude. obrigado.

    • irany
      27/10/2011 - 12:08

      Minha mãe é diabetica a mais de 20 anos e está sofrendo bastante com dores nos pés devido a falta de circulação e neuropatia severa .
      ela ficou dois meses internada , fez cirurgias de revascularação para inplante de uma nova veia mais nada deu certo, pois o organismo rejeitou e deu infecçao que não faltou nada para acontecer a amputação da perna mais mesmo assim amputou o dedo grande , devido a cirurgia ela ficou 6 meses sem andar, a cicatrizar os cortes da cirurgia ela vem setindo muita dores nos pés que não sabemos a quem mais recorrer ela toma cebralat 100mg,
      sinvastatina , daonil, lirica e outros antiinflamátorios. por favor nos ajude a controlar as dores de minha Mãe. tem angiologista que disse que minha Mãe vai sentir tanta dor , que ela vai chegar uma hora que vai pedir para tirar a perna dela. mais eu como filha estou muito preocupada por que ela não aceita a amputação de jeit nenhum. nos oriente, nos ajude a aliviar o sofrimento de minha .
      desde já agradeço .
      é só uma filha pedindo ajuda para aliviar a dor dela .
      irany pascoal

    • antonia maria lima a
      30/10/2011 - 05:13

      acabei de ter um rico apendizado sobre neuropatias e etc;eu não seria capaz de ajudar meus pais diabeticos e alguns familiares se não fosse as informaçoes; que DEUS abençoe á todos que tem esse lindo trabalho que é informar,somente atraves da informação podemos ter uma vida menhor,onde podemos evitar inumeros desgastes.valeu galera ....Antonia

    • Valdirene
      22/11/2011 - 21:06

      gostaria de saber quais medicamentos sao eficases no tratamento das neuropatias diabeticas.

    • Francisco.
      13/12/2011 - 17:09

      para dores provocadas pela neuropátia tomo oremedio LYRICA de 75 mg, duas vezes ao dia. 13.12.2011 às 17:07.

    • neideli
      8/1/2012 - 16:35

      sou diabetica a12anos, uso insulina, estou com muita dores nas pernas, cansaço, ja fiz aquele exame de choquinho nas pernas e minha sensibilidade esta ok, tenho uma dor que ardi, adormecimento, formigamentos, que devo fazer que medico procurar, isso ja faz um ano que estou assim. obrigado

    • martins jose
      18/1/2012 - 15:02

      sou diabético há 12 anos agora apareceu me uma neuropatia diabética gostava que me informassem como devo fazer para melhorar este sofrimento, se tem medicamento ou não.

    • Lelia
      26/1/2012 - 00:47

      Lendo esta pagina, estou com muito medo, pois sou diabetica a 12 anos, e a 5 anos venho sentindo fortes dores, queimação e formigamento nos pés e mãos, a noite ao deitar meus pés ficam muito vermelhos e preciso colocar uma toalha molhada em agua fria para conseguir dormir um pouco. Trato com geriatra e ele diz que é normal no diabetico, mais não é isso que leio aqui, Gostaria de saber qual especialidade medica procurar urgentemente, estou sofrendo muitissimo com esse problema , por favor me ajudem, tenho 74 anos, agradeço se me responderem.
      Att.
      Lelia

    • juliana
      2/2/2012 - 01:54

      olá, já tive polineuropatia diabetica, como nao controlava a glicemia minha hemoglobina glicosilada foi parar no 14,5, td começou com uma paralisia facial que depois de 10 minutos havia melhorado mas ja era um sintoma que passou despercebido, logo nao podia mais usar sapato de salto alto pois nao tinha mais força pra segurar meu corpo se andasse numa calçada inclinada, tive que andar de gatinho ate na rua para me levantar, logo minhas costas começou se encurvar achando muito incomodo e cansativo ter que me indireitar, ai um calombo apareceu parecendo bico de papagaio, depois de um tempo comecei a sentir meu nervo ciatico, quando ia sentar parecia que estava com agulhas enfiadas nas minhas pernas, esses sintomas foram ocasionando durante um ano e meio sem que eu percebesse algum problema mais grave, logo começou uma queimaçao nos meus pes insuportaveis, foi ai que fui ao neurologista, fiz o exame pra ver se era realmente a suspeita, nao gostei nada do exame minhha mae quase desmaiou, e infelimente era a polineuropatia, comecei com a medicaçao mas a dor nao melhorava ai entao fui encaminhada ao endocrinologista,o doutor mudou minha insulina, pois a insulina humana me dava muita fome e era o que ajudava a piorar os sintomas, com o tratamento acabei emagrecendo 30 quilos, nao comia pq sentia mais dor e a maior parte do tempo vivia dormindo devido aos antidepressivos, as morfinas, e outros, fora as injessoes dolorosas, fazia todo dia hidroterapia, no final sentia mais dor ainda pq mexia com os muscolos mas foi o que ajudou a melhorar mais rapido a doença, tnha alucinaçoes terriveis, tinha dias que passava gritando pedindo socorro nao sei pra quem pra que td aquilo acabasse, tomava morfina e a dor continuava, so nao sentia mais dor quando eu dormia,por isso dormia muito, umas 18 horas por dia, quando via que ia acordar, as dores ja voltavam e a tortura começava de novo, o meu tratamento durou 7 meses, menos do que o esperado pelos medicos, no final do tratamento com muita menas dor e mais acordada, acabei engravidando, os medicos disseram que isso seria impossivel e o bebe poderia nascer defeituoso, mas aconteceu, foi ato de irresponsabilidade e ao mesmo tempo delirios da morfina, nao sei so acho que foi, o medico falou que poderia continuar tomando o medicamento mas em menas quantidade, preferi parar de vez, o medico achou loucura mas falou que a gestaçao ate poderia ser bom pq ajudava na recuperaçao do organismo devido aos hormonios se estabilizarem, e relmente minhas dores acabaram mas infelizmente depois de 16 semanas meu bebe faleceu devido a varias hipoglicemias que tive, fiquei numa depressao tao profunda que mesmo tomando insulina meu corpo nao absorvia mais, nao conseguia controlar o diabetes mesmo querendo, minha cabeça nao deixava, com o desejo incontrolavel de ser mae, apos 3 meses engravidei outra vez, tive uma gestaçao boa, nao precisei internar na unicamp para controlar a glicemia, so no final pois minha pressao começou a subir, tive pre eclampsia mas eu e meu bebe nao tivemos seclelas, ele nasceu de 38,4 semanas com 3,315 kg, um menino lindo e completamente saudavel que hoje tem 2,2 anos, e nao foi o unico, tbm tenho um bebe de 8 meses que tbm nasceu saudavel e nao teve complicaçao nenhuma na gestaçao, tbm nao precisei ir pra unicamp, hoje em dia controlo muito o diabetes, pois nao quero voltar a sofrer td sso nunca mais, foram 7 meses perdidos da minha vida.
      meu neurologista foi o dr tramonte de sao joao da boa vista sp, e meu endocrinologista foi o dr minicucci de campinas sp

    • RONALDO
      11/3/2012 - 22:08

      O TINNITUS O CHIADO QUE DA NO OUVIDO PODE SER DE CAUSA DE DIABETES NÃO COMPENSADO.CONVERSE COM SEU MEDICO.

    • elosneide
      23/3/2012 - 08:35

      Gostaria de saber o que posso fazer sou diabetica e estou com muita queimção no corpo : sou dependente de insulina todoas este sintoma sobre neuropatia diabetica tenho o que devo fazer para aliviar tantas dores e queimação ...obrigada

    • Evandro Barbosa
      2/5/2012 - 17:15

      Gostaria de saber sobre alivio nos pés da neuropatia diabética, tenho diabetes a 11 anos hoje tenho 44 anos, sinto formigamento nos pés onde não consigo fazer caminhadas para diminuir o nível de glicose, tomo 3 metformina de 850 mg, é muito sofrimento as dores...pode me ajudar informando algum medicamento para este alívio, pomadas...obs já tomei ante-depressivos e não conseguia trabalhar normalmente ficava com muito sono. Muito obrigado pela atenção.

    • marisa peneluppi
      3/5/2012 - 00:05

      Moro em São josé dos campos,gostaria de saber de algum especialista para tratamento de Neuropatia diabética,para minha mãe que esta perdendo o equilibrio nas pernas,não sente dor,mas já não esta conseguindo mais andar sem ajuda.Desde já agradeço.

    • marisa peneluppi
      3/5/2012 - 00:06

      Moro em São josé dos campos,gostaria de saber de algum especialista para tratamento de Neuropatia diabética,para minha mãe que esta perdendo o equilibrio nas pernas,não sente dor,mas já não esta conseguindo mais andar sem ajuda.Desde já agradeço.

    • marisa peneluppi
      3/5/2012 - 00:06

      Moro em São josé dos campos,gostaria de saber de algum especialista para tratamento de Neuropatia diabética,para minha mãe que esta perdendo o equilibrio nas pernas,não sente dor,mas já não esta conseguindo mais andar sem ajuda.Desde já agradeço.

    • marisa peneluppi
      3/5/2012 - 00:06

      Moro em São josé dos campos,gostaria de saber de algum especialista para tratamento de Neuropatia diabética,para minha mãe que esta perdendo o equilibrio nas pernas,não sente dor,mas já não esta conseguindo mais andar sem ajuda.Desde já agradeço.

    • marisa peneluppi
      3/5/2012 - 00:06

      Moro em São josé dos campos,gostaria de saber de algum especialista para tratamento de Neuropatia diabética,para minha mãe que esta perdendo o equilibrio nas pernas,não sente dor,mas já não esta conseguindo mais andar sem ajuda.Desde já agradeço.

    • josemar
      4/5/2012 - 06:22

      nao se preocupem irmaos diabeticos Deus,ai de nos ajudar dentro em breve havera cura desta doença com DEUS tudo se cura e preciso ter-mos fe e esperança vamos acreditar em Deus,nao nos cientista porque eles nao xtao entereçados em nos.porque se eles xtivessem ja iriam descobrir o medicamento e a cura desta efermidade q nos asola muito DEUS ABENÇOA-NOS E CURA TODAS AS PESSOAS Q TEM DIABETES

    • rute dores kuczynski
      6/5/2012 - 04:50

      tenho 59 anos, sou diabetica a 23 anos, tomo dois tipos de insulina a levemir e a novo rapid, tomo cinco a seis vezes ao dia, antes de cada insulina faço teste de glicemia, estou com polineuropatia, muita dor nas pernas e joelhos inchados, dificil para andar, quando fico muito tempo sentada, quase nao posso levantar de dor, a noite e q piora muito so durmo com dorflex, o que eu tenho mais medo e de amputaçao, gostaria de saber de um medico especialista p meu joelho, ois e muita dor.
      obrigada, e q Deus nos ajude na saude.

    • jose henrique
      3/6/2012 - 19:22

      gostei muito de toda explicaçao,mais qual especialidade de medico devo procurar,ja fui em angiologista,urologista, a quem devo procurar para um tratamento urgente.

    • bastiao machire
      8/6/2012 - 04:39

      sou diabetico e tenho impotencia sexual como tratar

    • Laura Laurindo Leand
      4/8/2012 - 10:44

      Fiquei diabética á 14 ano após a perda de um filho querido, mais vamos firme DEUS e JESUS está conosco.

    • francisco
      17/8/2012 - 01:28










      DEUS É BOM, TEMOS NOVAS SOLUSÕES


      NUTRIÇÃO CELULAR, MICELIZAÇÃO E IMUNOLOGIA


      Os Produtos OMNILIFE são nutrientes e complementos alimentícios totalmente naturais, extraídos de frutas, cereais, verduras e hortaliças.
      Não tem ervas medicinais nem químicos e portanto não são fármacos nem químicos e portanto não são fármacos, nem remédios nem drogas.
      Estes Nutrientes (produtos) são elaborados com exclusiva tecnologia a nível mundial chamada Micelização, que consiste em fazer que as moléculas de gordura, ou lipídicas, como as das vitaminas A, D, E e K, que não se dissolvem em água, sejam convertidas através de um processo mecânico de vibração, em partículas estáveis de tamanho submicroscópico, tão pequenas que chegam a ser até 50 vezes menor que um glóbulo vermelho.
      Ao conseguir isto, se pode dissolver e misturar estas substâncias com água, e como o corpo humano é 70% água, o processo digestivo dos nutrientes elaborados com esta técnica é rapidíssimo, de até 15 minutos. Ou seja, não requerem digestão e percentual de absorção é quase total (99%), fazendo que o corpo assimile em tempo real e com alta velocidade, vitaminas, aminoácidos e minerais ingeridos, alimentando-o e nutrindo-o na proporção requerida e balanceada que permita preencher o vazio nutritivo até o nível de equilíbrio.
      Neste ponto as defesas(leucócitos) se elevam, o sistema imunológico se reativa e reprograma, e o corpo humano cura a si mesmo.
      O resultado de toda esta tecnologia e processo, é um reestabelecimento da harmonia e do equilíbrio no metabolismo e funcionamento de todos os sistemas, alcançando a cura de doenças, prevenindo outras, e reestabelecendo a energia, a vitalidade e a saúde.
      Os produtos OMNILIFE são elaborados na planta de manufatura de Guadalajara - México, com as mais estritas norma e condições de higiene. Com a mais alta tecnologia, cumprem com as condições de qualidade exigidos pelo Ministério de Saúde do México, e ao serem exportados, são controlados novamente em qualidade, manufatura e higiene pelo Ministério da Saúde de cada País, razão pela qual lhes foram outorgados as respectivas licenças sanitárias e de comercialização como produtos e complementos nutricionais.
      Linus Pawling, prémio Nobel de em química 1952 e da paz 1964, e sua equipe de trabalho Dis, Duck Pearson, Sandy Schaw e Andy W. Salem, propuseram que o aparato digestivo do ser humano está intoxicado, tamponado e transtornado de tal forma que não digere, não sintetiza e não extrai os nutrientes dos alimentos que consumimos em até 70%, por tal razão estamos desnutridos, debilitados e com o sistema imunológico atrofiado, causando um transtorno metabólico que abre caminho a 90% das doenças.
      Linus Pawling e sua equipe de cientistas, a partir desta pesquisa, desenharam a tecnologia da micelização imunológica, análoga a função da bílis, a experimentaram em seus próprios corpos, e elaboraram os produtos que descritos a continuação, com uma composição em vitaminas, proteínas, aminoácidos e minerais, dosificados de tal forma que MELHORAM A QUALIDADE DE VIDA, PROPORCIONAM UMA EXCELENTE SAÚDE E DESACELERAM O PROCESSO NATURAL DE ENVELHECIMENTO DO CORPO.
      Os produtos OMNILIFE não tem vencimento, podem ser consumidos muito tempo depois de serem abertos, na quantidade e na hora em que se deseje; não contem açúcar nem glucose, são adoçados com o açúcar natural das frutas (frutose) e por esta razão não geram excesso de calorias.
      Por serem estritamente naturais não tem contra-indicação, não geram efeitos colaterais secundários e podem ser consumidos por crianças, recem-nascidos, mulheres grávidas, jovens, adultos e idosos. Inclusive as pessoas com doenças graves podem tomar sem que se suspenda nenhum tratamiento médico, dietas ou hábitos alimentares.
      Podem ser tomados simultaneamente em qualquer tipo de tratamento, seja homeopático, naturista, botânico ou alopático.
      Em alguns casos a combinação acertada destes produtos podem constituir em si, um efetivo tratamento para prevenir doenças, e para evitar sua reaparição, devido a que os tratamentos OMNILIFE provêem ao organismo todos os elementos necessários para o sistema imunológico; Ajuda a combater de forma exitosa todo tipo de doenças inclusive algumas como:
      Aids, Câncer, Hipertensão, Diabetes, Leucemia, Osteoporose, Lupus, etc.



      FRANCISCO CARLOS - DISTRIBUIDOR - BRASIL/RIO DE JANEIRO DIRETO DO MEXICO

      021-91487408/32487353







      --

    • Marcia
      14/9/2012 - 22:01

      sou diabética tipo II, sempre apresento neuropatia nos pés e braço esquerdo, procuro massagea´lo, para sentir alívio, além disso frequentemente aparece em meus pés tanto na sola ou entre os dedos, bolinhas de agua que coçam muito e enquanto não estouram não cessa as coceiras, porque sera? gostaria que me tirasse essa dúvida
      obrigada

    • roni
      25/10/2012 - 13:36

      obrigado pelas informa

    • valentim
      6/2/2013 - 10:15

      sou diabetico a trinta anos agora que ta me aprezentando neuropatia com dor no braço esquerdo = gostaria de saber ok fazer oubrigado

    • Fernando
      19/3/2013 - 07:58

      QUAL O MELHOR E ATUAL MEDICAMENTO PARA NEUROPATIA DIABETICA?

      NÃO CONSIGO CONTROLAR A GLICOSE. 180/210

    • luiza de marilac
      26/4/2013 - 23:36

      oi meu irmão está com neuropatia diabetica sente dores horriveis está sendo medicado co o laryca e galvus mas ainda sente dores muito forte eu acho que é melhor tratar com agua gelada e quando passa a dor não agua quente mas se alguem souber de algum remedio caseiro para aliviar a dor alem de tomar os medicamento nos avise por favor e urgente precisamos de ajuda 85 86035462 obrigada.

    • valderiza
      24/5/2013 - 19:04

      QUAL O MELHOR E ATUAL MEDICAMENTO PARA NEUROPATIA DIABETICA?

      NÃO CONSIGO CONTROLAR A GLICOSE. 180/210

    • valderiza
      24/5/2013 - 19:39

      olá! preciso muito de ajuda,meu marido sofre de neuropatia diabética,já foi no ortopedista, neuro cirurgião,entre outros. e não consegue uma medicação que alivie seu sofrimento. qual médico devemos consultar?nova iguaçú rj grata valderiza

    • valderiza
      24/5/2013 - 19:39

      olá! preciso muito de ajuda,meu marido sofre de neuropatia diabética,já foi no ortopedista, neuro cirurgião,entre outros. e não consegue uma medicação que alivie seu sofrimento. qual médico devemos consultar?nova iguaçú rj grata valderiza

    • valderiza
      24/5/2013 - 19:39

      olá! preciso muito de ajuda,meu marido sofre de neuropatia diabética,já foi no ortopedista, neuro cirurgião,entre outros. e não consegue uma medicação que alivie seu sofrimento. qual médico devemos consultar?nova iguaçú rj grata valderiza

    • valderiza
      24/5/2013 - 19:39

      olá! preciso muito de ajuda,meu marido sofre de neuropatia diabética,já foi no ortopedista, neuro cirurgião,entre outros. e não consegue uma medicação que alivie seu sofrimento. qual médico devemos consultar?nova iguaçú rj grata valderiza

    • clara
      21/6/2013 - 17:01

      Olá pessoal!
      Minha mãe alucina a noite, não sabemos como nos comportar. Ela é diabética, O que fazer?
      Deus abençõe.

    • analice s
      12/7/2013 - 15:19

      RJ 12/07/2013-15:10
      QUAL MEDICAMENTO PARA NEUROPATIA DIABÉTICA? Não
      consigo controlar a glicose mesmo usando insulina.
      por favor me ajudem, que Deus o abeçoe e um forte abraço. cel-8628-6972/68669364...

    • analice s
      12/7/2013 - 15:22

      RJ 12/07/2013-15:10
      QUAL MEDICAMENTO PARA NEUROPATIA DIABÉTICA? Não
      consigo controlar a glicose mesmo usando insulina.
      por favor me ajudem, que Deus o abeçoe e um forte abraço. cel-8628-6972/68669364...

    • Fábio Cardoso
      17/7/2013 - 18:26

      Boa noite! Sou diabético a mais ou menos uns 15 anos e uso Bomba Infusora de Insulina minha glicemia é muito alta mesmo fazendo dieta. A pouco tempo fiz um EMG e foi confirmado a Neuropatia Diabética e com as informações passadas pelos colegas vejo quer não estou sozinho nessa luta, pois já estou a seis anos sem poder trabalhar pois junto com o diabetes outras taxas estão com difícil controle me fazendo sentir muitas dores principalmente nos membros inferiores. Mais estou me tratando.
      Um forte abraço a todos.

    • Maris
      20/8/2013 - 10:42

      Bom Dia, preciso orientar-me quanto a neuropatia diabética, minha mãe tem ingerido algumas drogas para se livrar das dores intensas nas pernas/pés. Gostaria de saber qual especialidade trata a neuropatia diabética, ela tem ido no endocrinologista, porém as dores continuam intensas, ela não consegue dormir na madrigada!! Por fvr. seria neurologista?? Obrigada

    • LUIZ EURIPEDES FREIT
      25/11/2013 - 15:50

      Estava fazendo tratamento com endocrinologia, quando fui acometido por uma forte depressão, o que me "prendeu" dentro de casa, parei de dirigir, não voltei ao médico endocrinologista, só estou indo ao psiquiatra, tomando antidepressivos, agora estou sentido dores no(s) nervo(s) do membro superior direito, emagreci 10kgs., sinto muita sede. O que fazer? Será que a doença agravou? Posso recomeçar a tomar os remédios que estava tomando?

    • Priscila
      2/4/2014 - 21:37

      Gostaria de saber se tem cura? Qual a probabilidade de cura em pessoas acima dos 90 anos (91 anos), sendo que a neuropatia se alojou somente no pé esquerdo, dificultando a maneira de andar mas nao impedindo, os pés são bem cuidados, sem fissuras, e o nível de glicose está normal, uma média após as refeições o valor de 150.

    • Renato Lopes
      1/5/2014 - 09:25

      Tenho diabetes tipo 2 e fui acometido pela neuropatia diabética, as vezes meu pés incham quando fico muito tempo sentado, as vezes sinto tonturas/vertigens o que dificulta meu caminhar. Já faço controle com neurologista e endocrinologista. O que mais devo fazer? Posso usar meias de compressão?

    • Ane Cristina
      24/5/2014 - 23:06

      Sei bem o que são estes depoimentos dados aqui,já senti na pele,depois de ter visto meu irmão passar por isso a muito tempo até que o médico dele passou umas injeções que acabou de vez com o problema,dessa queimação insistente,dia após dia.Pois bem,ele tem diabetes a 20 anos e eu a 14.Três anos atrás,me deitei e derepente..aquele susto!Uma queimação intença como a que o meu irmão dizia sentir.Fiquei quase lca naquela noite e no dia seguinte corri para o endocrinologista que disse que eu estava iniciando uma crise de Neuropatia,que era um deslocamento do nervo,mas que estava,bem no início.Então me passou 3 aplicações de Citoneurin 5000,de 15 em 15 dias.Tomei a 1ª dose no mesmo dia.Dois dias depois eu já havia até me esquecido como era aquela queimação.Passei este tempo todo sem sentir nada mais.Agora depois desses anos,a mais ou menos,um mês senti levemente de novo.Então Comprei denovo a injeção e já estou na 2ª aplicação.A queimação já se foi e completando 15 diasmtomarei a última e espero que desapareça para sempre.Quanto a injeção que meu irmão tomou,eu não sei o nome.Tem uns 10 anos que ele tomou ou mais e não sentiu mais nada.Só que ela era mais cara,tipo uns mil e tanto na época.A que eu tomei,com 3 aplixações,não passa de 12 reais.Sério!E resolveu mesmo.Só que eu gostaria de pedir a quem estiver com estes sintomas,procurar primeiro um médico,comentar sobre este remédio que meu médico me passou e ele sim dirá se é bom pra cocê também ou se talvés até exista outro melhor.Só não quero que vocês fiquem ai sentindo este incomodo terrível,por que se pra mim e meu irmão teve solução,pra vocês também tem.E gente..controla a glicose,isto é essencial!Melhoras a todos.......

    • Ane Cristina
      25/5/2014 - 00:06

      Desculpem alguns erros ao digitar.Enviei e só depois fui ler.Aproveitando para corrigir..quando eu disse que o médico disse que era deslocamento,a palavra certa era descolamento do nervo.

    • Fernanda de souza
      8/7/2014 - 17:40

      Oi... Tenho dm tipo 1 ha 8 anos nunca controlou uso bombam de infusao de insulina ja tive varias coisas divido o diabete e agora estou com polineurpatia fiz exames , e marquei uma consulta com o neurocirugiao nao consigo andar normal pois nao consigo subir o pe queria saber se tem algum tipo de cirugia ?

    • roseli
      22/9/2014 - 18:22

      obrigado pelo esclarecimento, tenho diabete a 12 anos ,meu pai e minha mãe tb tiveram ,e hj me encontro com varias dores e inflamções no ombro esquerdo e cotovelo direito que se estende para as mãos com formigamento.fui no ortopedista e ele disse que isso não tem relação com a diabete,procuro que especialista?

    • Nathalia
      29/9/2014 - 10:56

      Olá

    • Nathalia
      29/9/2014 - 11:00

      Olá, tenho 20 anos e sou diabética desde os treze, sinto dores nas pernas ao caminhar em locais planos ou subidas...
      Nas minhas canelas estão algumas pequenas manchas roxas e ressecadas...
      Não sinto frequentemente queimação porém a noite sinto às vezes, também um formigamento, gostaria de saber o que pode ser...
      Obrigada desde já...

    • marlene
      8/10/2014 - 07:17

      minha mãe é diabética a mais dez anos, e toma insulina 2 vezes ao dia. e tem os sintomas de neuropatia diabética. que medicação ela pode tomar além da insulia

    • Lucas leca
      8/10/2014 - 14:21

      É possivel naiscer sem diabete mesmo os pais serem portador da doênça?

    • nzuzi leca
      8/10/2014 - 14:42

      O meu esposo e diabetico a 10 anos e aminha mae tambem sera q n existe remedio pra evitar esta doenca?

    • Selmar Junior
      10/10/2014 - 09:53

      Sou diabético insulino-dependente há 10 anos e já começo a ter alguns sinais de neuropatia diabética.
      Fiquei internado recentemente e o médico fez um tratamento a base de vitaminas do complexo B.
      Depois fui a minha médica que me receitou, além dos remédios usuais para o trato gastrointestinal, insulina e medicamentos para dores, me orientou em tomar um complexo vitamínico rico em vitamina B. Qual o papel da vitamina B no tratamento da neuropatia diabética?
      Não aguento mais sentir dores.
      Obrigado.

    • josimara
      17/10/2014 - 15:39

      sou diabética a 17 anos insulina-dependente, estou sentindo mtas dores, investigando oq pode ser, ja fiz varios exames, sangue, ultrassons, tomografia e ñ deu nada, agora vou fazer Eletroneuromiografia, pois estão desconfiando da tal neuropatia diabetica, oq quero saber na verdade é , trabalho em serviços gerais em uma escola, na faxina sera q se for neuropatia diabetica eu poderi continuar a trabalhar nessa area?

    • josimara
      17/10/2014 - 15:39

      sou diabética a 17 anos insulina-dependente, estou sentindo mtas dores, investigando oq pode ser, ja fiz varios exames, sangue, ultrassons, tomografia e ñ deu nada, agora vou fazer Eletroneuromiografia, pois estão desconfiando da tal neuropatia diabetica, oq quero saber na verdade é , trabalho em serviços gerais em uma escola, na faxina sera q se for neuropatia diabetica eu poderi continuar a trabalhar nessa area?

    • Luiz Fernando
      23/10/2014 - 12:50

      Bom dia, voces estam de parabens por manterem um site tao importante com relacao as informacoes sobre a diabetes. Apos a leitura dos informativos, bem como, os relatos, adquiri mais conhecimentos sobre essa doenca e como aprender a conviver para sempre com ela.

    • Josi
      5/11/2014 - 07:46

      Bom dia, muito bom o conteúdo, sou fisioterapeuta e tenho vários pacientes com neuropatia, indiquei este site.

    • Graça
      6/11/2014 - 00:42

      Meu marido teve confirmação desse diagnóstico no final de outubro. Agradeço ao site pelas informações valiosas.

    • Yone
      25/11/2014 - 19:51

      O meu marido está sentindo muita sensibilidade nos pés e ele tem diabetes tipo 2 e eu não sei o que fazer com isso

    Cadastre seu comentário!

  • 291 Usuários On-Line




    Surgyplast


    Novos Associados

    Bem-vindos:

    • Valdete - RJ
    • Bruna - RJ
    • Jeferson - SC
    • Selma - SP
    • Antonio - SP
    • Vera - MG
    O Diabetes
    • Pesquisa
    • Associe-se
    • Fórum

    Acompanhe nosso arquivo de conteúdo:

    » « Novembro - 2014
    D S T Q Q S S
          1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    30      

    As informações apresentadas a você pelo DiabeteNet contém informações gerais.
    Nenhuma informação deve ser interpretada como tratamento, diagnósticos, conselhos médicos e não deve substituir a orientação do seu Médico.