Tá com frio? Vai malhar - Diabetes, Vida e Comunidade

Tá com frio? Vai malhar

28/07/2011 - Bom Dia Sorocaba


Os dias frios parecem amanhecer mais preguiçosos. O ritmo desacelera e a vontade de dormir até mais tarde toma conta. Mas, é também nesta estação que o cardápio ganha alimentos mais gordurosos, com a desculpa de que ajudam o corpo a se aquecer. Por isso, os exercícios não devem ser deixados de lado neste período. No inverno e em todas as estações, a prática de atividades físicas só traz benefícios: melhora as funções cardíacas, pulmonares e a circulação, previne hipertensão, colesterol e diabetes, reduz o estresse e melhora a qualidade do sono.

Muitas academias registram uma baixa de alunos nas estações frias e um aumento significativo durante o verão. Isso porque não há uma grande preocupação em exibir corpos malhados durante o inverno. No entanto, especialistas no assunto defendem que é importante que os exercícios façam parte da rotina das pessoas, sobretudo por questões de saúde.

A coordenadora pedagógica da Faculdade de Educação Física (Faefi) de Barra Bonita, Lucilene Ferreira, explica que este costume de abandonar a prática de exercícios físicos no inverno e a tentativa de recuperar o tempo perdido durante o verão traz riscos de lesões. Os chamados 'atletas de verão' correm muitos riscos. Por realizarem exercícios esporadicamente, não possuem condicionamento físico adequado. Além disso, os riscos podem ser potencializados se o indivíduo apresentar obesidade ou sobrepeso, doenças crônico-degenerativas, ser fumante ou ingerir bebidas alcóolicas. “O tipo de atividade também pode apresentar outro fator de risco, como é o caso dos exercícios com predominância aeróbia e anaeróbia juntas. Num “joguinho de futebol”, por exemplo, os riscos variam desde lesões musculo-articulares até lesões cardiorrespiratórias”, adverte.

A docente, que também é especialista em atividades físicas direcionadas à saúde, acrescenta que o inverno traz alguns benefícios para aqueles que têm foco no emagrecimento. Para manter a temperatura corporal estável o organismo acelera o metabolismo.

Aliado à prática de atividade física, a tendência é a redução de gordura corporal. No entanto, Ferreira salienta que esse fato não deve ser motivo para que as pessoas pratiquem exercícios somente nesta estação: “A prática do exercício físico deve ser sistematizada e contínua, esse é o segredo para uma boa qualidade de vida e promoção da saúde”.


Trabalho constante para não perder alunos
Para conscientizar seus alunos e salientar a importância da atividade física, Silmara Lucia Farias Pacheco, responsável por uma academia no centro empresarial de Jaú, explica que há um trabalho constante. Os profissionais passaram por programas de treinamentos trimestrais e a academia oferece várias modalidades, na tentativa de atrair cada vez mais pessoas interessadas.

“Nunca sentimos esse reflexo do frio. Nossos alunos são pessoas conscientes e são orientadas que praticar exercícios tem que ser hábito. Isso educa o aluno a pensar diferente. Não tem que procurar a academia por conta de um fato isolado, ou para colocar uma roupa num casamento ou viajar à praia”, aponta. No entanto, ela confirma que algumas pessoas parecem ter mais disposição durante o verão.

Já o personal trainer Sami Zoghaib Junior, responsável por uma academia no centro, concorda que algumas pessoas acabam abandonando os exercícios nesta época. No local, o pico de adesão é registrado durante as férias de verão. Abril, maio e junho registram queda e, até o momento, julho é o mês com o menor número de alunos. A alternativa para incentivar a prática de exercícios físicos também neste período será oferecer outras atividades. O projeto deve ter início em breve.

“Muita gente acaba falando que não está vindo por causa do frio. Então, falamos que não é só no verão que se deve cuidar da saúde. Mesmo porque, no inverno, o corpo precisa de mais exercícios, porque ingerimos mais alimentos”, completa. Como a academia funciona entre seis da manhã e meia-noite, Zoghaib Junior diz que também percebe que os alunos da manhã acabam migrando para o período da tarde, com exceção daqueles que não tem outro horário para o treino.


Caminho Inverso
Se muitas pessoas fogem das academias durante o frio, a secretária Nadia Gabriela Gimenez Pereira, 26 anos, fez o caminho contrário. Depois de quatro meses sem praticar atividades físicas, ela retornou à academia há pouco menos de um mês. “Resolvi voltar por causa dos benefícios, da disposição e da saúde também”, diz. O motivo que a fez abandonar os exercícios foi a falta de tempo, mas, incentivada pelas amigas, acabou retornando. “Como não venho de manhã, o problema com o frio não é tanto, se viesse, seria um pouco mais difícil”, conclui.

O estudante Alexandre de Campoli Martinez, 17 anos, também não vê o frio como uma desculpa. Pelo contrário, para ele, treinar no verão é pouco mais complicado por conta do calor. “Quem foge [da academia] no inverno é preguiçoso. Para mim, o aproveitamento é igual, só depende da força de vontade de cada um”, opina.

A Comunidade DiabeteNet.Com.Br tem como finalidade informar e interagir com os seus usuários. Antes de qualquer decisão ou atitude, é indispensavel a discussão sobre os pontos aqui abordados juntamente com médicos de sua confiança.

Dê sua opinião sobre este conteúdo

Nuvem de tags deste conteúdo

Comentários sobre este conteúdo

Seja o primeiro a comentar este conteúdo!

Cadastre seu comentário!


Surgyplast


Noticias
  • Pesquisa
  • Associe-se
  • Fórum

Acompanhe nosso arquivo de conteúdo:

» « Novembro - 2017
D S T Q Q S S
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

© Copyright 1997-2017 - e.Mix

As informações apresentadas a você pelo DiabeteNet contém informações gerais.
Nenhuma informação deve ser interpretada como tratamento, diagnósticos, conselhos médicos e não deve substituir a orientação do seu Médico.