Jovens participam de programa em combate a obesidade infantil - Diabetes, Vida e Comunidade

Jovens participam de programa em combate a obesidade infantil

16/08/2011 - VNews


Que mãe ou pai nunca sofreu pra ensinar as crianças a terem bons hábitos alimentares? Conheça algumas atitudes que fazem diferença no bom desenvolvimento dos pequenos, e ajudam a combater, desde cedo, uma doença muito temida: a obesidade infantil.

Segundo o Ministério da Saúde, cerca de 15% das crianças brasileiras são obesas. Em Taubaté, uma entidade quer mudar esse índice, e criou um programa onde especialistas atendem crianças e adolescentes acima do peso.

O primeiro encontro dos jovens é com a nutricionista, que reforçou a importância das três principais refeições do dia. Café da manhã, almoço e jantar, onde não podem faltar verdura, legumes carne e o arroz e feijão. E a cada três horas é bom fazer um lanchinho, que pode ser um fruta. “Ter acesso aos alimentos mais saudáveis, salgadinhos feitos pelas mães, assados se possível, bastante fruta, suco de fruta natural”, explica Jaqueline Miller.

O endocrinologista Cristiano Rosa confere o peso e a altura. Ele explica que a obesidade infantil precisa ser combatida e não é somente por uma questão estética. “A pressão alta, alterações como colesterol elevado, alguns já tem alteração da glicose, é um pré-diabetes ou até mesmo diabetes. Problemas de articulações, joelhos, tornozelo”, explica o médico.

O Programa de Combate a obesidade infantil é desenvolvido de graça, pela Casa da Criança de Taubaté. Atualmente, 35 crianças e adolescentes com idade entre sete e 17 anos, são atendidas no local. Pelo programa é feito um acompanhamento psicológico onde pais e filhos aprendem juntos a combater os quilinhos a mais.

Mirian Barcellos abraçou a causa para ajudar os gêmeos Leandro e Leonardo, que têm 12 anos. Ela acompanha os meninos nas atividades físicas, fundamentais para o sucesso de qualquer dieta. “Como são crianças, a mãe e o pai têm que fazer as atividades físicas com eles para incentivar, então acaba mudando a rotina da família inteira”, afirma Mirian. “Eu estou me desenvolvendo melhor fazendo atividade física, vale a pena”, diz oum dos gêmeos. “Com o tempo vamos perdendo o peso, e chegamos ao nosso peso ideal”, afirma o outro irmão.

Fabíola Moreira não desgruda de Dalila, que entrou no programa para combater o sobre peso.

A menina perdeu apenas um quilo, mas cresceu cinco centímetros em seis meses. “A saúde dela não estava boa, e agora já melhorou como vimos nos exames. Ela está se alimentando melhor, antes não tomava café da manhã, agora toma. A alimentação melhorou bastante, não só para ela, mas para a família toda”, afirma Fabíola.

Outros três novos grupos devem ser formados em setembro para começarem as atividades em 2012. A inscrição deve ser feita na Casa da Criança, que fica na Praça Coronel Vitoriano, 99, no Jardim Santa Clara. O telefone para informações: 3621-3400.
A Comunidade DiabeteNet.Com.Br tem como finalidade informar e interagir com os seus usuários. Antes de qualquer decisão ou atitude, é indispensavel a discussão sobre os pontos aqui abordados juntamente com médicos de sua confiança.

Dê sua opinião sobre este conteúdo

Nuvem de tags deste conteúdo

Comentários sobre este conteúdo

Seja o primeiro a comentar este conteúdo!

Cadastre seu comentário!


Surgyplast


Noticias
  • Pesquisa
  • Associe-se
  • Fórum

Acompanhe nosso arquivo de conteúdo:

» « Novembro - 2017
D S T Q Q S S
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

© Copyright 1997-2017 - e.Mix

As informações apresentadas a você pelo DiabeteNet contém informações gerais.
Nenhuma informação deve ser interpretada como tratamento, diagnósticos, conselhos médicos e não deve substituir a orientação do seu Médico.