O que os diabéticos podem comer sem culpa? - Diabetes, Vida e Comunidade

O que os diabéticos podem comer sem culpa?

22/8/2013 - Mais Equilibrio


Quem convive com o diabetes sabe que o cardápio não é tão restritivo como grande parte das pessoas pensam. Claro que a alimentação diária requer alguns cuidados, no entanto, a lista de permissões é rica em frutas, legumes, vegetais, óleo vegetal, carnes e produtos industrializados.

Com criatividade, a combinação dos elementos forma refeições balanceadas, saudáveis e bem gostosas.

Para começar, os nutricionistas recomendam fazer de cinco a seis refeições por dia, comer de três em três horas, em pequenas porções, e mastigar bem os alimentos.

Verduras e legumes - Ricos em fibras, vitaminas e minerais antioxidantes, os legumes e verduras são importantes à nutrição e à saúde de todas as pessoas, mais ainda dos diabéticos, cuja dieta deve ser rica e variada nesses alimentos. Os diabéticos podem caprichar na salada com verduras tipo acelga, escarola, agrião, brócolis, vagem, chuchu e cenoura, uma vez que aumenta a sensação de saciedade.

Carnes vermelhas, brancas e peixe - E quem disse que o prato principal não pode ter um bife ou frango? A mudança desses alimentos está apenas no modo de preparo que, em vez de fritos devem ser grelhados. Do contrário, o ideal é priorizar óleos vegetais de boa qualidade como o azeite de oliva, óleo de canola, milho e girassol, e ainda evitar o consumo de gorduras hidrogenadas e saturadas.

E atenção ao consumo de sal! Tempere os alimentos com ervas aromáticas, temperos naturais, que realçam o sabor e dão cor aos alimentos, além de enriquecer o valor nutricional. No caso das carnes brancas os melhores são aqueles ricos em gorduras boas, como trutas, salmão e sardinha.

Os refrigerantes dietéticos e o suco de limão estão liderados na dieta do diabético, embora os especialistas aconselhem evitar beber durante as refeições. Uma dica: sempre hidrate o corpo com pelo menos dois litros de água por dia.

Sobremesa - A parte mais difícil para muitos diabéticos certamente aparece na pós-refeição: a sobremesa. Como qualquer pessoa, o diabético deve evitar alimentos que contenham açúcar demais e poucos nutrientes, pois são calorias vazias. Consumir grandes quantidades de carboidratos (pode ser um doce ou uma macarronada) prejudicam o tratamento, pois aumentam de uma vez a glicemia. Alguns produtos diet, que não possuem açúcar na composição, possuem a mesma quantidade de carboidratos que um produto com açúcar, por isso fique atento na informação nutricional completa.

Coma sem culpa:

• Frutas: maçã, pêra, laranja, mamão, melão, banana, etc.

• Verduras: acelga, escarola, almeirão, brócolis, etc.

• Legumes: abobrinha, vagem, chuchu, cenoura, etc.

• Óleo vegetal: algodão, girassol, milho, soja.

• Carnes: bovina magra, peixe, frango (assados, grelhados ou cozidos).

• Bebidas: leite, café, chá, suco de limão, refrigerantes dietéticos.

• Produtos industrializados: queijo fresco (tipo minas), margarina, iogurte, geleia dietética, bolacha de água, torrada não doce, pudins com adoçante, gelatina dietética.

A Comunidade DiabeteNet.Com.Br tem como finalidade informar e interagir com os seus usuários. Antes de qualquer decisão ou atitude, é indispensavel a discussão sobre os pontos aqui abordados juntamente com médicos de sua confiança.

Dê sua opinião sobre este conteúdo

Nuvem de tags deste conteúdo

Comentários sobre este conteúdo

  • sueli
    23/9/2014 - 10:30

    Minha mãe ..a diabetes dela está descompensada..ela tem 72 anos...com trata la ?

Cadastre seu comentário!

-974 Usuários On-Line




Surgyplast


Novos Associados

Bem-vindos:

  • Gemerson - MA
  • Deyse - AM
  • Fabio - se
  • Maria - MS
  • Joubel - PR
  • Debora - PR
Noticias
  • Pesquisa
  • Associe-se
  • Fórum

Acompanhe nosso arquivo de conteúdo:

» « Dezembro - 2014
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031   

© Copyright 1997 - 2014 | e.Mix

As informações apresentadas a você pelo DiabeteNet contém informações gerais.
Nenhuma informação deve ser interpretada como tratamento, diagnósticos, conselhos médicos e não deve substituir a orientação do seu Médico.