Portugal: Medicamento para diabetes afeta homens e mulheres de forma diferente - Diabetes, Vida e Comunidade

Portugal: Medicamento para diabetes afeta homens e mulheres de forma diferente

20/12/2013 - RCm Pharma


Medicamentos amplamente utilizados para o tratamento da diabetes tipo 2 controlam os níveis de açúcar no sangue de forma equivalente para ambos os sexos. No entanto, têm efeitos muito diferentes sobre os corações dos homens e das mulheres - efeitos que podem ser opostos, revela o Diário da Saúde.

Em particular, o medicamento metformina tem efeitos positivos sobre a função cardíaca das mulheres, mas faz mal ao coração dos homens.

Os homens que tomaram o medicamento durante este estudo inédito experimentaram uma mudança no metabolismo que se acredita ser o causador do aumento no risco de insuficiência cardíaca.
 
"O nosso estudo sugere que é preciso definir melhor quais terapias são ideais para mulheres com diabetes e quais são ideais para os homens," disse o Dr. Robert Gropler, da Faculdade de Medicina da Universidade de Washington (EUA).
 
"Observámos diferenças dramáticas entre os sexos na forma como o coração responde às diferentes terapias", acrescentou Gropler.
 
Medicamentos para diabetes
 
Na diabetes de tipo 2, o pâncreas continua a produzir insulina, mas o corpo não consegue usá-la de forma eficaz para retirar a glicose do sangue e levá-la aos tecidos.

E, por razões que os cientistas ainda não sabem explicar, os doentes com diabetes têm maior risco de insuficiência cardíaca.
 
O que este estudo sugere é que o medicamento pode ser o culpado, uma vez que, segundo o Dr. Gropler, nunca se tinha comparado o efeito dos medicamentos para a diabetes tipo 2 separando os doentes por sexo.
 
A metformina reduz a produção de glicose pelo fígado e ajuda o organismo a tornar-se mais sensível à insulina. A rosiglitazona também melhora a sensibilidade à insulina e é conhecida por retirar os ácidos gordos livres do sangue. A lovaza é prescrita para reduzir os níveis de um outro tipo de gordura no sangue, os triglicérides.
 
Marte e Vénus
 
Quando Gropler e a sua colega Janet McGill compararam os três medicamentos sem separar homens e mulheres, não houve diferenças no metabolismo do coração.
 
No entanto, quando os doentes foram separados por sexo, as drogas tiveram efeitos muito diferentes e por vezes opostos sobre o metabolismo do coração, ainda que o açúcar no sangue se mantivesse bem controlado em todos os pacientes.
 
"A diferença mais dramática entre homens e mulheres foi com a metformina isolada," disse o Dr. Gropler. "O nossos dados mostram que [esse medicamento] tem um efeito favorável sobre o metabolismo cardíaco das mulheres e muito desfavorável nos homens".
 
A pesquisa sugere que essas respostas divergentes em homens e mulheres podem fornecer pelo menos uma explicação parcial para os dados conflituantes que cercam alguns medicamentos para diabetes.
 
Assim, a proporção de homens e mulheres que participaram num ensaio clínico para testar o medicamento pode fazer a diferença na conclusão final sobre se o fármaco é considerado seguro e eficaz.

A Comunidade DiabeteNet.Com.Br tem como finalidade informar e interagir com os seus usuários. Antes de qualquer decisão ou atitude, é indispensavel a discussão sobre os pontos aqui abordados juntamente com médicos de sua confiança.

Dê sua opinião sobre este conteúdo

Nuvem de tags deste conteúdo

Comentários sobre este conteúdo

Seja o primeiro a comentar este conteúdo!

Cadastre seu comentário!


Surgyplast


Noticias
  • Pesquisa
  • Associe-se
  • Fórum

Acompanhe nosso arquivo de conteúdo:

» « Novembro - 2017
D S T Q Q S S
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

© Copyright 1997-2017 - e.Mix

As informações apresentadas a você pelo DiabeteNet contém informações gerais.
Nenhuma informação deve ser interpretada como tratamento, diagnósticos, conselhos médicos e não deve substituir a orientação do seu Médico.