Portual: Diabetes: O fim das injeções está próximo - Diabetes, Vida e Comunidade

Portual: Diabetes: O fim das injeções está próximo

28/07/2014 - Sábado


É apresentada como a maior descoberta no tratamento da diabetes dos últimos 90 anos. Método inovador chega ao mercado em 2015

Foram precisas três tentativas e 60 estudos clínicos que envolveram 3.017 participantes, de 30 centros de pesquisa, em 20 países. No total, o processo demorou cinco anos. Só no passado dia 27 de Junho, por volta da hora de almoço, o mais importante finalmente aconteceu: a FDA (Food and Drug Administration, a equivalente norte-americana à Agência Europeia do Medicamento) aprovou um novo tratamento para a diabetes, uma insulina inalável chamada Afrezza. Pode não parecer, mas é considerada a maior novidade da história do tratamento com insulina dos últimos 90 anos.

Desde que o uso terapêutico desta hormona foi descoberto em laboratório, ainda em 1922, Frederick Banting e Charles Best, médicos do Canadá, foram os primeiros a isolar a insulina, que o único método que existe para a administrar é por injeção – alguns doentes têm de o fazer até seis vezes por dia. “É das coisas de que as pessoas mais se queixam, daí haver muita investigação sobre as formas de aplicação”, diz à SÁBADO João Raposo, diretor clínico da Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal.

A invenção da insulina inalável deve-se a Alfred Mann, um multimilionário norte-americano de 88 anos que desde o fim dos anos 60 investe na área de saúde. Mann, que integra a lista dos mais ricos do mundo da revista ‘Forbes’, estava a almoçar num restaurante de Las Vegas com a mulher quando recebeu um telefonema com a notícia. Em 12 anos investira cerca de 1.500 milhões de euros em estudos clínicos. “Se os trabalhos fossem postos em papel formariam uma pilha com a altura equivalente a metade do caminho para a Lua”, disse, recentemente, à revista ‘Veja’.

 

Efeito duas vezes mais rápido

O novo aparelho é um inalador, com cerca de dois centímetros de largura e seis de comprimento, semelhante a um apito. Funciona da mesma forma que as bombas para tratamento da asma: basta colocá-lo na boca e aspirar.

 

Dados da Organização Mundial de Saúde afirmam que há 347 milhões de pessoas com diabetes. Esta insulina destina-se sobretudo aos doentes com diabetes de tipo 1 (cerca de 10% do total), que precisam desta substância às refeições, e ajuda a reduzir os níveis de açúcar no sangue. Deve ser tomada antes de se começar a comer e é de ação rápida, o que significa que começa a fazer efeito entre 12 a 15 minutos depois da inalação – a injetável demora pelo menos 30 minutos. “Não substitui, contudo, a insulina de ação lenta, ou basal, que é aquela que nos garante energia quando não estamos a comer”, explica o endocrinologista João Raposo.

 

Esta não foi a primeira tentativa de introdução de uma forma de insulina inalável no mercado. Em 2006, a farmacêutica Pfizer lançou a Exubera. Mas um ano depois o produto foi retirado do mercado: o dispositivo era pouco prático (tinha o tamanho de uma lata de refrigerante) e a dose de insulina era 10 vezes maior que a exigida na forma injetável, ou seja, também era pouco económico.

 

Aprovada com um voto contra

A insulina de Alfred Mann foi apresentada duas vezes à FDA e só à terceira foi aprovada, com 13 votos a favor e um contra. Para já, tem contraindicações: não pode ser utilizada por fumadores e por pessoas com doença pulmonar obstrutiva.

 

Chegará ao mercado norte-americano em 2015. “A Portugal ainda é uma incógnita. Primeiro tem de ser aprovada pela Agência Europeia do Medicamento”, diz João Raposo. A Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal não esteve envolvida nos estudos desta nova insulina, mas nos da Pfizer sim: “Seis portugueses participaram”, diz à SÁBADO o diretor clínico. Em Portugal, há cerca de um milhão de pessoas com diabetes, mas só 600 mil estão diagnosticadas.

 

A Comunidade DiabeteNet.Com.Br tem como finalidade informar e interagir com os seus usuários. Antes de qualquer decisão ou atitude, é indispensavel a discussão sobre os pontos aqui abordados juntamente com médicos de sua confiança.

Dê sua opinião sobre este conteúdo

Nuvem de tags deste conteúdo

Comentários sobre este conteúdo

Seja o primeiro a comentar este conteúdo!

Cadastre seu comentário!


Surgyplast


Noticias
  • Pesquisa
  • Associe-se
  • Fórum

Acompanhe nosso arquivo de conteúdo:

» « Novembro - 2017
D S T Q Q S S
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

© Copyright 1997-2017 - e.Mix

As informações apresentadas a você pelo DiabeteNet contém informações gerais.
Nenhuma informação deve ser interpretada como tratamento, diagnósticos, conselhos médicos e não deve substituir a orientação do seu Médico.