Médicos discutem novidades sobre diabetes, tireóide e crescimento em congresso nacional em Curitiba - Diabetes, Vida e Comunidade

Médicos discutem novidades sobre diabetes, tireóide e crescimento em congresso nacional em Curitiba

04/09/2014 - Bonde


Começa nesta sexta-feira (05/09), em Curitiba, o 31º Congresso Brasileiro de Endocrinologia e Metabologia.

Até o dia 09, 4 mil médicos endocrinologistas do Brasil estarão na capital paranaense discutindo as novidades na prevenção, diagnóstico, tratamento e seguimento dos pacientes com doenças endócrinas e metabólicas. Realizado na sequência do Congresso Internacional de Endocrinologia, que aconteceu em Chicago, em junho deste ano, o Congresso Brasileiro terá como uma das principais novidades a presença de 30 palestrantes internacionais, de países como Estados Unidos, França, Dinamarca, Bélgica e Austrália, vinculados à The Endocrine Society, que farão uma revisão dos principais temas tratados no evento mundial, atualizando os médicos brasileiros sobre o que há de mais recente na ciência voltada para a endocrinologia e metabologia.

"Outra parceria inédita que teremos neste Congresso é com a Growth Hormone Research Society, a sociedade internacional de hormônio do crescimento, que está trazendo quatro palestrantes para nos atualizar sobre os distúrbios do crescimento", conta o presidente do Congresso, Cesar Luiz Boguszewski.

A Programação Científica inclui 15 conferências plenárias, 24 simpósios, 18 mesas redondas, 33 encontros com o professor, além de fóruns de casos clínicos, debates, seminários, diretrizes clínicas, temas livres e posters.

Além da discussão sobre o hormônio do crescimento, Dr. Boguszewski aponta que o Congresso deverá trazer importantes novidades quanto à prevenção e tratamento de diabetes, obesidade, osteoporose e doenças de tireóide, entre outras.

Uma das novidades apresentadas no Congresso Mundial que será revisada em Curitiba é o pâncreas artificial, um equipamento que consiste numa bomba de insulina, associada a um sensor de glicose subcutâneo, ambos controlados por um algoritmo que libera insulina no momento de picos de glicose, que poderá, em breve, substituir as aplicações diárias de insulina injetável em pacientes diabéticos. "O ‘pâncreas biônico’ permitiu que os pacientes levassem uma vida normal, sem preocupação com o teor da dieta, com a quantidade de atividade ou com as mudanças de rotina. Tudo age automaticamente, sem a necessidade de ajustes por parte do paciente. O sistema é capaz de controlar os níveis de glicemia ajustando a infusão de insulina conforme a necessidade do momento" explica o diretor da regional paranaense da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, André Viana, que participou do evento em Chicago.

A Comunidade DiabeteNet.Com.Br tem como finalidade informar e interagir com os seus usuários. Antes de qualquer decisão ou atitude, é indispensavel a discussão sobre os pontos aqui abordados juntamente com médicos de sua confiança.

Dê sua opinião sobre este conteúdo

Nuvem de tags deste conteúdo

Comentários sobre este conteúdo

Seja o primeiro a comentar este conteúdo!

Cadastre seu comentário!


Surgyplast


Noticias
  • Pesquisa
  • Associe-se
  • Fórum

Acompanhe nosso arquivo de conteúdo:

» « Novembro - 2017
D S T Q Q S S
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

© Copyright 1997-2017 - e.Mix

As informações apresentadas a você pelo DiabeteNet contém informações gerais.
Nenhuma informação deve ser interpretada como tratamento, diagnósticos, conselhos médicos e não deve substituir a orientação do seu Médico.