Perigo instantâneo - Diabetes, Vida e Comunidade

Perigo instantâneo

06/09/2014 - DM


Um cotidiano agitado leva as pessoas a buscarem refeições rápidas, que não demandem muito tempo de preparo e sejam práticas. Quem nunca “matou” a fome com macarrão instantâneo, em especial o miojo? O problema é que este alimento é um verdadeiro vilão da vida saudável, contém inúmeras substâncias que podem não somente engordar, potencializar a hipertensão, mas também, oferecer riscos de doenças cardíacas, principalmente para as mulheres. Estudo da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, alertam que o produto não é tão inocente quanto parece.

A pesquisa norte-americana publicada recentemente, no The Journal Of Nutrition, indicou que, se o alimento for consumido duas vezes por semana pode elevar em 68% os riscos de problemas do coração em mulheres. A preocupação é maior com o sexo feminino, porque sua ingestão foi associada ao desenvolvimento da síndrome cardiometabólica, motivada pela resistência à ação da insulina, que obriga o pâncreas a produzir mais esse hormônio.

O estudo analisou a dieta de 10.711 adultos, durante dois anos. O resultado também apontou aumento do risco de pressão alta, glicemia e colesterol elevado. Conforme o cardiologista Hermano Martins Carvalho, a síndrome é um mal da sociedade atual, ocasionada pelo sedentarismo e alimentação inadequada. “Ela é caracterizada pela junção de fatores de risco para as doenças cardiovasculares (ataques cardíacos e derrames cerebrais), vasculares periféricas e diabetes”, afirma.

A nutricionista Sandra Mara Ribeiro alerta que o alto consumo de alimentos industrializados, como macarrão instantâneo, em algum momento da vida apresentará efeito nocivo ao organismo humano. “Esse fato eleva as chances de riscos cardíacos, diabetes e hipertensão. Mas isso não significa que o alimento irá agir da mesma forma em todos os organismos, e que o mal será obrigatoriamente desenvolvido. Porém, é importante conhecer produtos alimentícios que podem trazer prejuízos a nossa saúde”, pontua.

A especialista ainda ressalta que as pessoas não devem ter uma dieta a base de alimentos processados, em especial aqueles que contêm grandes teores de açúcar e sal. “Recomendo que a população faça maior ingestão de frutas, verduras, legumes e esqueçam alimentos pobres em fibras, proteínas e vitaminas”, diz a nutricionista Sandra.

A Comunidade DiabeteNet.Com.Br tem como finalidade informar e interagir com os seus usuários. Antes de qualquer decisão ou atitude, é indispensavel a discussão sobre os pontos aqui abordados juntamente com médicos de sua confiança.

Dê sua opinião sobre este conteúdo

Nuvem de tags deste conteúdo

Comentários sobre este conteúdo

Seja o primeiro a comentar este conteúdo!

Cadastre seu comentário!


Surgyplast


Noticias
  • Pesquisa
  • Associe-se
  • Fórum

Acompanhe nosso arquivo de conteúdo:

» « Novembro - 2017
D S T Q Q S S
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

© Copyright 1997-2017 - e.Mix

As informações apresentadas a você pelo DiabeteNet contém informações gerais.
Nenhuma informação deve ser interpretada como tratamento, diagnósticos, conselhos médicos e não deve substituir a orientação do seu Médico.