Pandemia mundial de diabetes está ligada ao crescimento econômico - Diabetes, Vida e Comunidade

Pandemia mundial de diabetes está ligada ao crescimento econômico

16/06/2014 - Paranashop


Quais as razões que a diabetes avança como uma pandemia mundial? Entre os motivos aparentes para o aumento da diabetes tipo 2 estão logicamente a alimentação inadequada, além do alto consumo de álcool, tabaco e da diminuição da atividade física. Todavia, o que faz países como Brasil, Estados Unidos, Índia, China, Japão e regiões do Oriente Médio terem índices tão altos?
 
Nos Estados Unidos a explicação é mais óbvia: a taxa de obesidade aumenta por conta da alimentação fast food. Segundo artigo na revista Annals of Internal Medicine estima-se que de 1/3 a 1/5 terço de todos os americanos terão diabetes em 2050, se a continuar se alimentando desta forma.
 
Já na Índia, o grande consumo de peixe, frango ou carne foi associado com maior risco de diabetes. Os peixes são comidos secos, fritos com temperos pesados ​​e petróleo, o que aumenta o risco. No entanto, grande parte do país é vegetariano e o aumento do consumo de carboidratos pode ser uma boa explicação.
 
Na China, os especialistas apontam o rápido desenvolvimento econômico associado ao sedentarismo e à alimentação não saudável, com a oferta abundante de alimentos e o estresse. Atualmente, a taxa de crescimento do diabetes na China é bem mais rápida do que na Europa e nos Estados Unidos.
 
Mas, e o Oriente Médio? Dubai, nos Emirados Árabes, tem as mesmas explicações da China: acelerado processo de desenvolvimento econômico, urbanização e adoção pela população de estilos de vida pouco saudáveis.
 
Isso posto, parece que a obesidade e a diabetes estão intimamente ligadas ao desenvolvimento econômico. A maior oferta de alimentos, o consumo indiscriminado de guloseimas, refrigerantes, bebidas alcoólicas, alimentos muito gordurosos, embutidos e enlatados, excesso de massas, estão associados ao ganho de peso e à consequente dificuldade no controle da glicemia, pressão arterial e gorduras no sangue.

Segundo a nutricionista Maria Eugênia Gutheil, “ é crucial que façamos todos os esforços como mudanças de hábitos alimentares, tanto na escolha dos alimentos mais saudáveis quanto no seu preparo, aumento da prática de atividade física e aquisição de hábitos saudáveis.  Comecemos hoje a incorporar `novas atitudes´ na nossa rotina diária, as quais permitam, em médio e longo prazos, reverter este enorme problema de saúde publica”, concluiu.
A Comunidade DiabeteNet.Com.Br tem como finalidade informar e interagir com os seus usuários. Antes de qualquer decisão ou atitude, é indispensavel a discussão sobre os pontos aqui abordados juntamente com médicos de sua confiança.

Dê sua opinião sobre este conteúdo

Nuvem de tags deste conteúdo

Comentários sobre este conteúdo

Seja o primeiro a comentar este conteúdo!

Cadastre seu comentário!


Surgyplast


Noticias
  • Pesquisa
  • Associe-se
  • Fórum

Acompanhe nosso arquivo de conteúdo:

» « Novembro - 2017
D S T Q Q S S
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

© Copyright 1997-2017 - e.Mix

As informações apresentadas a você pelo DiabeteNet contém informações gerais.
Nenhuma informação deve ser interpretada como tratamento, diagnósticos, conselhos médicos e não deve substituir a orientação do seu Médico.