SP: Obesidade está entre as principais causas de diabetes tipo II - Diabetes, Vida e Comunidade

SP: Obesidade está entre as principais causas de diabetes tipo II

10/11/2014 - Maxpress


Para conscientizar a população no Dia Mundial e Nacional de Controle e Prevenção à Diabetes, nesta sexta-feira, 14 de novembro, endocrinologista do HCor alerta para os riscos da doença e dá dicas de como controlar o problema que também pode afetar a saúde do coração


O diabetes tipo II já atinge cerca de 12% da população brasileira. Entre os seus principais fatores de risco está um outro problema bastante comum atualmente: a obesidade. "O diabetes tipo II pode ser desenvolvido mesmo em pessoas cujo organismo ainda produz insulina. Por isso, pode afetar qualquer indivíduo e, consequentemente, progredir com certa facilidade na população, já que os hábitos de vida que encontramos hoje em dia favorecem bastante o sedentarismo e o ganho excessivo de peso", explica a Dra Laura Frontana, endocrinologista do Hospital do Coração (HCor).


Para conscientizar a população no Dia Mundial e Nacional de Controle e Prevenção à Diabetes, nesta sexta-feira, 14 de novembro, a Dra Laura explica que a relação entre obesidade e diabetes tipo II se dá quando ocorre o acúmulo de gordura, principalmente, na região abdominal do corpo, o que causa a diminuição da sensibilidade dos receptores de insulina presentes nas membranas celulares. “Esse processo dificulta o trabalho do organismo na hora de transformar glicose em energia, leva a produção e acumulo excessivo de insulina e também pode acarretar uma disfunção que inibe a sensação de saciedade por parte do indivíduo”, Explica a endocrinologista do HCor.
Outra grave consequência deste quadro está na maneira como ele afeta o coração. “A glicose e a insulina que circulam em excesso pelo organismo, em função do diabetes, sobram nos vasos sanguíneos”, diz a endocrinologista do HCor. “O acúmulo dessas substâncias aumenta a formação de placas de gordura que geram trombos capazes de entupir vasos ligados ao coração, cérebro e membros inferiores, o que pode acarretar infartos e AVCs”, acrescenta a Dra Laura.


Prevenção e tratamento – Para tratar e também prevenir o diabetes tipo II, o melhor remédio ainda é combater a obesidade. “Por isso, é fundamental acabar com o sedentarismo e adotar a prática de atividades físicas regulares, mediante avaliação médica”, aconselha a endocrinologista do HCor.


Outra dica da Dra Laura é que pessoas acima do peso consultem um nutricionista para que possam iniciar um processo de reeducação alimentar e, consequentemente, desenvolver um estilo de vida mais saudável. "Estudos recentes mostram que mais da metade da população brasileira está acima do peso", afirma o endocrinologista. "Portanto, é preciso ficarmos atentos a todos estes cuidados para que possamos evitar que o número de diabéticos no país se torne ainda maior", alerta a médica do HCor.

 

A Comunidade DiabeteNet.Com.Br tem como finalidade informar e interagir com os seus usuários. Antes de qualquer decisão ou atitude, é indispensavel a discussão sobre os pontos aqui abordados juntamente com médicos de sua confiança.

Dê sua opinião sobre este conteúdo

Nuvem de tags deste conteúdo

Comentários sobre este conteúdo

Seja o primeiro a comentar este conteúdo!

Cadastre seu comentário!


Surgyplast


Noticias
  • Pesquisa
  • Associe-se
  • Fórum

Acompanhe nosso arquivo de conteúdo:

» « Novembro - 2017
D S T Q Q S S
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

© Copyright 1997-2017 - e.Mix

As informações apresentadas a você pelo DiabeteNet contém informações gerais.
Nenhuma informação deve ser interpretada como tratamento, diagnósticos, conselhos médicos e não deve substituir a orientação do seu Médico.