27 de junho: Dia Nacional do Diabetes - Diabetes, Vida e Comunidade

27 de junho: Dia Nacional do Diabetes

27/06/2016 - CDN Comunicação


São Paulo, 27 de junho de 2016 – Dia 27 é o Dia Nacional do Diabetes. Caracterizada pela incapacidade do organismo de metabolizar o açúcar, a doença acomete 6,2% da população adulta. De acordo com a última Pesquisa Nacional de Saúde, realizada pelo Ministério da Saúde em parceria com o IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o diabetes atinge 9 milhões de brasileiros.

A endocrinologista do Seconci-SP (Serviço Social da Construção), Carolina Spissirits Gomes de Amorim, explica os principais fatores causadores da doença e como identificá-la. Os tipos mais conhecidos do diabetes, ou Diabetes Mellitus, são o 1 e o 2. O primeiro acomete com mais frequência crianças e jovens adultos, que apresentam dependência total de insulina. Já no tipo 2 os pacientes produzem insulina em menor quantidade ou metabolizam-na de forma errada e, na maioria dos casos, é possível fazer o controle com medicamento.

O diabetes é causado por fatores genéticos e ambientais, principalmente a obesidade e o sedentarismo. “Ter um parente de primeiro grau com a doença aumenta em 30% as chances da incidência”, explica a médica. A doença, no entanto, pode ser assintomática e dar os primeiros sinais apenas quando ocorre uma crise de hipoglicemia. Por isso, a importância de manter os exames de rotina em dia, além de informar ao médico o histórico familiar.

Como o diabetes faz com que a concentração de açúcar no sangue aumente, os portadores da doença podem ter mais sede do que o de costume, urinar muito e perder peso. Dependendo da quantidade glicêmica, as células-beta do pâncreas podem entrar em colapso e o quadro evoluir para o coma. Com isso, as células de defesa falham e os músculos ficam enfraquecidos. “O corpo entende o açúcar como um corpo estranho e cria uma inflamação, que acaba estreitando os vasos dos nervos, da retina, dos rins, podendo levar ao infarto, AVC ou trombose”, alerta a dra. Carolina. “O rim é o último a falhar e, quando isso acontece, o paciente precisa recorrer à diálise”, conclui.

Alimentação

Como já é amplamente sabido, o paciente diabético deve banir o açúcar da sua dieta. Quando houver necessidade de adoçar alguma comida ou bebida, ele deve fazer uso de adoçante, seja aspartame, sucralose ou estévia. É proibido o consumo de açúcar demerara, mascavo e light, mel e misturas de açúcar com adoçante.

Já os carboidratos, por se transformarem em açúcar depois de metabolizados, devem ser ingeridos em quantidades controladas, preferencialmente em sua forma integral, e um de cada vez. “Não é aconselhável comer massa e torrada, ou pão e arroz, em uma mesma refeição”, esclarece a especialista.

Além dos exames periódicos, uma alimentação saudável e equilibrada, em conjunto com a atividade física e a medicação, faz parte do tratamento das pessoas com diabetes. A seguir, o Seconci-SP apresenta dicas que contribuem para o diagnóstico e a manutenção da qualidade de vida dos pacientes:

Sintomas Prevenção

Sede intensa

Perda de visão

Perda de peso

Urinar em excesso

Cansaço? Manter o peso normal

Alimentar-se de forma saudável

Fazer atividade física com regularidade

Evitar o uso de bebida alcoólica

Consultar-se com um médico uma vez ao ano

A Comunidade DiabeteNet.Com.Br tem como finalidade informar e interagir com os seus usuários. Antes de qualquer decisão ou atitude, é indispensavel a discussão sobre os pontos aqui abordados juntamente com médicos de sua confiança.

Dê sua opinião sobre este conteúdo

Nuvem de tags deste conteúdo

Comentários sobre este conteúdo

Seja o primeiro a comentar este conteúdo!

Cadastre seu comentário!


Surgyplast


Noticias
  • Pesquisa
  • Associe-se
  • Fórum

Acompanhe nosso arquivo de conteúdo:

» « Novembro - 2017
D S T Q Q S S
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

© Copyright 1997-2017 - e.Mix

As informações apresentadas a você pelo DiabeteNet contém informações gerais.
Nenhuma informação deve ser interpretada como tratamento, diagnósticos, conselhos médicos e não deve substituir a orientação do seu Médico.