Noticias

A Comunidade DiabeteNet.Com.Br tem como finalidade informar e interagir com os seus usuários. Antes de qualquer decisão ou atitude, é indispensavel a discussão sobre os pontos aqui abordados juntamente com médicos de sua confiança.

Diabetes: Injeções de insulina podem ter os dias contados

10/12/2016 - http://visao.sapo.pt/actualidade/sociedade/2016-12-09-Diabet

Investigadores do Departamento de Ciência e Engenharia de Biossistemas da Universidade de Zurique conseguiram produzir células pancreáticas artificiais, capazes de avaliar a concentração de glicose no sangue e produzir a quantidade de insulina adequada. Implantadas numa espécie de cápsula sob a pele, estas células artificiais, testadas em ratos diabéticos, mostraram-se capazes de libertar automaticamente a insulina necessária, permitindo aos roedores manter níveis normais de açúcar no sangue ao longo de várias semanas.

O estudo promissor, liderado por Martin Fussenegger, foi publicado na última edição da Science e abre caminho para a dispensa das injeções de insulina para os diabéticos.

Os investigadores esperam obter a licença para avançar com os ensaios clínicos em humanos dentro de dois anos e ter a técnica disponível no mercado dentro de dez.

"Em 2040, um em cada de humanos no planeta vai sofrer de um tipo de diabetes, o que é dramático. Devíamos poder fazer muito mais do que medir a glicose", afirma Martin Fussenegger.

O investigador adianta que, a confirmar-se a eficácia em humanos, os pacientes terão apenas de ter um implante subcutâneo, substituído três vezes por ano.

Em estudos anteriores, os cientistas tentaram produzir células pancreáticas a partir de células estaminais dos pacientes, mas a técnica mostrou-se problemática: não só era difícil produzir a quantidade de células necessárias, como estas mostravam tendência para morrer uma vez introduzidas no corpo. Desta vez, a equipa de Fussenegger optou por modificar células dos rins de forma a realizarem a função das células do pâncreas, introduzindo-lhes dois genes: um para as tornar sensíveis aos níveis de glicose, outro para dar instruções à célula para bombear insulina quando esses níveis ultrapassassem o limite.