Artigos

A Comunidade DiabeteNet.Com.Br tem como finalidade informar e interagir com os seus usuários. Antes de qualquer decisão ou atitude, é indispensavel a discussão sobre os pontos aqui abordados juntamente com médicos de sua confiança.

Prefeitura de São Caetano na luta contra a obesidade mórbida

17/02/2011 - DCI

A cidade de São Caetano, localizada no ABC Paulista, atingiu na terça-feira (15) a marca de 100 operações para diminuição do estômago desde que o serviço foi implantado, em 2008. O procedimento foi desempenhado pelos profissionais da Secretaria Municipal de Saúde na paciente Regina Ramos Lombardi, no Hospital Infantil e Maternidade Márcia Braido, onde está o Centro Cirúrgico do Complexo Hospitalar Municipal.


"Chegou o momento de melhorar meu ritmo de vida", afirmou Regina, que atualmente pesa 114 kg e pretende chegar aos 60. Após a cirurgia, e os cuidados adotados após o procedimento operatório, a moradora do Bairro Olímpico também espera minimizar o problema de pressão alta, que enfrenta há alguns anos. O Município é quem custeia todo o processo de cirurgia bariátrica, sendo uma das cidades pioneiras do País a oferecer a ação gratuitamente. Para tanto, o governo municipal adquiriu equipamentos como mesa cirúrgica específica e aparelho de anestesia, para assegurar o bom andamento de todo o processo operatório.


Segundo a Secretaria, o obeso mórbido é submetido a uma triagem ambulatorial, com uma equipe multidisciplinar formada por endocrinologista, cardiologista, pneumologista, nutricionista, psicólogo e assistente social, que avalia se o morador pode ou não, passar pela cirurgia, tudo isso por meio das Unidades Básicas de Saúde. O candidato à cirurgia também deve estar dentro de parâmetros de índice de massa corporal. A Secretaria analisa caso a caso, priorizando os pacientes que estão em situações de riscos - hipertensos e diabéticos - e iniciam os procedimentos. "


Palestras

O Município de São Caetano do Sul oferece também palestras periódicas para orientar as pessoas que têm a intenção de passar pelo procedimento de redução do estômago", ressalta Regina Maura Zetone, assessora especial de coordenação da ação social da cidade. Vale ressaltar que a obesidade mórbida é um problema que atinge milhares de pessoas pelo mundo, e que agrava diabetes, doenças cardiovasculares e hipertensão, mesmo assim recomenda-se cuidado como procedimento cirúrgico, pois segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 300 mil pessoas já morreram por complicações desta cirurgia.