Noticias

A Comunidade DiabeteNet.Com.Br tem como finalidade informar e interagir com os seus usuários. Antes de qualquer decisão ou atitude, é indispensavel a discussão sobre os pontos aqui abordados juntamente com médicos de sua confiança.

Última Forma I

15/06/2014 - Tribuna do Norte

Três do café
O ácido clorogênico, um composto antioxidante encontrado em abundância no café cru, parece prevenir a degeneração macular da retina, os ratos que receberam o ácido clorogênico não desenvolver danos na retina por reduzir significativamente a apoptose das células da retina . o consumo de café pode ajudar na prevenção da degeneração da retina.”
Estudos sobre a relação entre dieta e demência, quanto ao  consumo alimentar diário, revelam que uma maior ingestão de gorduras saturadas esta ligada redução das funções cognitivas e memória! Favorecendo a demência. Podendo ser neutralizadas por quem consome em media de 3-5 xicaras de café por dia, que parecem ter um menor risco!
Segundo resultados do estudos recentes em asiaticos, beber duas ou mais xícaras de café por dia pode reduzir drasticamente, (ate 66%) o risco de morrer de cirrose hepática não viral.

Uma do vinho
Indivíduos com rins saudáveis ??que beberam ao menos de um copo de vinho por dia tiveram, 37% menos risco de ter doença renal crônica do que aqueles que não bebiam vinho. Os que ja estavam em IRC, reduziram em 29% a invidencia de doenças cardíacas!

Duas do chocolate
Tanto a rigidez arterial e a adesão de células brancas do sangue são conhecidos fatores que desempenham um papel significativo na aterosclerose. O consumo de 70 gramas de chocolate amargo, ao dia, com alto teor de flavonoides.

Ajudou a restaurar a flexibilidade das artérias e reduzir a adesividade das células brancas do sangue nas paredes dos vasos sanguíneos.

O consumo regular de cacau pode ajudar a prevenir o ganho de peso e diabetes. Recentes resultados mostraram que a adição destes compostos, conhecido como procianidinas oligoméricas (PCs),  na alimentação fez  diferença na prevenção do ganho de peso, e também melhora a tolerância à glicose, o que poderia ajudar a prevenir a diabetes tipo 2. Os pesquisadores concluíram: “Os PCs Oligoméricas parecem possuir o maior antiobesidade e bioatividades antidiabéticos dos flavonóides presentes no cacau, especialmente nas baixas doses utilizadas para o presente estudo.”

Uma das algas
Estabilizadores de alimentos, alginatos (compostos de algas) são compostos de longas cadeias de açúcares - guluronato e manuronato, tem propriedades químicas que inibem a absorção de gorduras  pelo organismo.  Adicionados a alimentos regularmente, podem agir no sentido de reduzir a absorção de gorduras

Mais a ameixa australiana.
A ameixa Kakadu (Terminalia ferdinandiana) cresce selvagem no Território do Norte e Austrália Ocidental, onde ele é usado como um alimento tradicional e da medicina por pessoas indígenas. Comparado com curcumina - o composto do açafrão, encontra-se em fase de ensaios clínicos como uma terapia de Alzheimer!
A ameixa Kakadu é agora reconhecida por ter pronunciada capacidade antioxidante, e ser uma fonte abundante de taninos e ácido elágico, podendo deter futuro potencial como terapia de Alzheimer.

A amêndoa para concluir
Recentes trabalhos sugerem que a ingestão de amêndoa com pele, pode levar a uma melhora no perfil da microbiota intestinal e uma modificação das atividades bacterianas intestinais. Infere-se que as amêndoas com peles possuem potenciais propriedades Probióticas gerando as bactérias saudáveis,
Bifidobacterium spp. e Lactobacillus spp.

Boa Copa!